Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
Sexta, 13 Outubro 2017 17:08

Doria traidor

Doria traidor I. Em discurso no plenário da Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp) o deputado Campos Machado (PTB), um dos mais fiéis defensores do governador Geraldo Alckmin (PSDB) no Legislativo paulista, chamou o prefeito paulistano João Doria (PSDB) de “traidor”. “Será que o prefeito João Doria, mudando de partido, vai tirar a pecha de traidor?”, questionou Campos Machado, cuja fala foi pautada por reflexões sobre os significados de “traição”, sempre com Doria no foco.

Doria traidor II. Campos Machado quebrou um protocolo vigente na Alesp, pelo qual os deputados evitam opinar sobre crises partidárias alheias, e engrossou a fileira dos deputados estaduais “alckmistas” que passaram a fazer críticas públicas ao prefeito, cuja candidatura vitoriosa em 2016 foi apadrinhada pelo governador - na semana passada, o deputado Barros Munhoz (PSDB) já fizera o mesmo.

Haddad culpado I. O prefeito João Doria responsabilizou a administração anterior, do petista Fernando Haddad, pela sua avaliação em queda. No primeiro levantamento do instituto Datafolha após Doria ampliar a agenda de eventos em busca de apoio a uma eventual candidatura à Presidência, ele teve queda de quase dez pontos percentuais na aprovação de sua gestão.

Haddad culpado II. Com pouco mais de nove meses à frente da administração da capital paulista, Doria tem 32% de aprovação, 26% de rejeição e 40% de avaliação regular entre os paulistanos. Em junho, o prefeito tinha 41% de ótimo/bom, 22% de ruim/péssimo e 34% de regular. É a primeira vez que a avaliação regular supera a positiva desde janeiro, quando começou o novo governo municipal.

Haddad culpado III. Entre os entrevistados pelo Datafolha, 37% acham que Doria será candidato a presidente contra 21% em junho. Apesar disso, 58% preferem que ele permaneça na prefeitura e somente 10% torcem para João Doria se torne candidato à Presidência. Se o prefeito escolher a candidatura a governador do Estado, poderá contar com o apoio de 15% da população.

Mais nesta Editoria: « Doria traidor Pobre sem paladar »
Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação
Comercial

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Diretor de Projetos Especiais
Marcelo Barros