Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
Segunda, 14 Agosto 2017 20:11

Dois períodos, duas realidades

Para além do futebol e do samba, o Brasil é admirado pelo mundo afora também pela sua rica biodiversidade, enorme reserva de água doce, extensa superfície agricultável e grande potencial de energia renovável. Nossas florestas e recursos naturais contribuem de forma significativa na estabilidade global do clima. Em 2013, diversos relatórios internacionais destacaram a queda em 70% nas taxas de desmatamento no Brasil, na comparação entre os dados daquele ano e a média entre 1996 e 2005. Constatou-se, ainda, que cerca de 80% da floresta amazônica original estava preservada.

Comprovando a tese de que produção agrícola e preocupação ambiental podem sim conviver, ocorreu uma inflexão vigorosa na trajetória do desmatamento da Amazônia entre 2004 e 2014, ao mesmo tempo em que a agricultura regional cresceu de forma significativa. De acordo com os dados da Pesquisa Agrícola Municipal do IBGE, durante os governos do PT, a produção das lavouras temporárias na região amazônica saltou de 53,1 milhões para 93,4 milhões de toneladas.

A partir de 2016, no entanto, o ambiente institucional do golpe rompeu com as bases estabelecidas para as políticas socioambientais, como de resto, para todo e qualquer projeto nacional. Na era Temer, também na questão agrária, passou a prevalecer a política da ‘terra arrasada’. Temas como a defesa de indígenas, quilombolas, reforma agrária e meio ambiente passaram para a agenda de denúncias e constrangimentos do Brasil no plano internacional, e de fonte de sofrimento para milhões de brasileiros.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação
Comercial

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Diretor de Projetos Especiais
Marcelo Barros