últimas notícias
 Lembre-se de levar o seu bichinho periodicamente ao veterinário. Consultas devem fazer parte da rotina do pet, sobretudo quando ele já tem alguns anos mais de vida
Lembre-se de levar o seu bichinho periodicamente ao veterinário. Consultas devem fazer parte da rotina do pet, sobretudo quando ele já tem alguns anos mais de vida
Foto: DEPOSITPHOTOS

Os cuidados com os animais que chegam a melhor idade

Algumas doenças, como babesiose, erliquiose e febre maculosa, são mais nocivas para os animais que já estão fragilizados pela idade

Muita gente se esquece, mas os anos também passam para os animais de estimação. Um belo dia, o pet está mais lento, mais irritado, com menos disposição para brincadeiras e até com alguns pelos brancos, o que vai exigir cuidados especiais e adaptações na rotina.

Segundo o médico-veterinário Marcio Barboza, gerente técnico da MSD Saúde Animal, não há uma regra de idade que se aplique a todos os animais para determinar a velhice, já que o envelhecimento físico depende do porte, raça e estilo de vida de cada pet. Contudo, no geral, os gatos são considerados idosos a partir dos sete anos, mesma idade que marca o envelhecimento dos cães de grande porte. Já os cachorros de pequeno porte iniciam o período geriátrico por volta dos 11 anos.

Quando a idade chega é preciso ter maior atenção com a alimentação. Nesta fase, alguns pets podem apresentar problemas dentários, o que acaba dificultando a mastigação. Assim, vale investir em alimentos mais pastosos, ou mesmo molhar a ração com um pouco de água quente. Além disso, procure incluir na dieta do bicho mais proteína e alimentos com poder antioxidante, mas sempre com orientação do veterinário.

Na hora de sair, opte por horários menos quentes, como o início da manhã ou o final do dia e prefira fazer exercícios mais leves, que traga menos impactos para as articulações do animal, como a caminhada. Neste sentido, escadas e móveis também merecem atenção, devendo ganhar adaptadores, como rampas. Isso porque os pets podem ter danos nas articulações pelo esforço repetido, prejudicando a qualidade de vida.

Tops da Gazeta