últimas notícias
A dieta é muito importante que seja específica para cães miniaturas, pois tem características nutricionais bem diferentes das dos cães maiores
A dieta é muito importante que seja específica para cães miniaturas, pois tem características nutricionais bem diferentes das dos cães maiores
Foto: Johnny fotoanimal.

Cães miniaturas requerem cuidados especiais

Cães miniaturas são cada vez mais populares nos dias de hoje pela praticidade e pela preferência da população por morar em apartamentos

Os cães miniaturas cada vez mais populares nos dias de hoje, pela praticidade e pela preferência da população por morar em apartamentos, requerem cuidados especiais, pois são mais frágeis e precisam de muita atenção.

1. A dieta é muito importante que seja específica para cães miniaturas, pois tem características nutricionais bem diferentes das dos cães maiores, e o formato do grão da ração é mais adequado.

2. Muitas raças miniaturas se alimentam ao longo de todo o dia e não ingerem todo volume adequado de uma só vez.

3. A higiene oral deve ser mais assídua, pois em função da dentição ter pouco espaço entre os dentes, o acúmulo de alimento é maior, favorecendo a formação de tártaro. A limpeza pode ser feita sem anestesia e com maior

frequência.

4. Os banhos devem ser semanais. Isso garante mais saúde para pele e pelo.

5. Escadas ou plataformas em degraus para que o pet suba e desça das camas e sofás sem sofrerem traumas constantes nas articulações e para protegerem os ossos frágeis dos membros anteriores de lesões.

6. Cuidado quando caminhar pela casa para não pisar no miniatura.

7. Durante o passeio devem estar atrelados à guia e coleira para lhes assegurar proteção. Não é porque é miniatura que deve andar solto nas ruas, pois podem ocorrer acidentes com outros cães.

8. Se há convivência com crianças, é importante lembrá-las de que elas devem se sentar no chão para brincar com eles, para evitar que saltem do colo.

9. Cuidado com os olhos, pois são mais saltados que os das outras raças, predispondo a córnea a injúrias.

10. O colapso de traqueia pode ocorrer em função de a traqueia ter um lúmen bem reduzido, ocorrendo um desconforto respiratório nestes casos, e o cão faz um ruído como se tivesse engasgado. É importante uma análise feita por um médico veterinário para verificar o grau de acometimento.

Tops da Gazeta