últimas notícias
Os vira-latas costumam ser muito inteligentes e adaptáveis, portanto, com os estímulos corretos será mais fácil treiná-los a fazer xixi no lugar certo, por exemplo. "Por serem muito inteligentes, os cães possuem facilidade de aprendizagem e, geralmente, os vira-latas são mais dóceis, o que facilita a interação", explica Anna
Os vira-latas costumam ser muito inteligentes e adaptáveis, portanto, com os estímulos corretos será mais fácil treiná-los a fazer xixi no lugar certo, por exemplo. "Por serem muito inteligentes, os cães possuem facilidade de aprendizagem e, geralmente, os vira-latas são mais dóceis, o que facilita a interação", explica Anna
Foto: Nataba16

As vantagens de amar um cachorro vira-lata

Segundo dados do Instituto QualiBest, 40% dos lares brasileiros que possuem cachorros, têm em casa um cão sem raça definida

Nesta sexta-feira (31), comemora-se o Dia do Vira-lata. A data visa conscientizar sobre a importância de resgatar e adotar os animais. Segundo dados do Instituto QualiBest, 40% dos lares brasileiros que possuem cachorros, têm em casa um cão sem raça definida. Mas, o que faz com que os vira-latas sejam tão amados?

Para a professora de medicina veterinária da Anhanguera Campinas - Taquaral, Anna Karolina Teodoro, os cães sem raça definida, no geral, costumam ser mais dóceis, o que é positivo para quem adora dar e receber

carinho.

Outra vantagem é que os vira-latas costumam ser muito inteligentes e adaptáveis, portanto, com os estímulos corretos, será mais fácil treiná-los a fazer xixi no lugar certo, por exemplo. "Por serem muito inteligentes, os cães possuem facilidade de aprendizagem e, geralmente, os vira-latas são mais dóceis, o que facilita a interação", explica Anna.

Os gastos com veterinários também tendem a ser menores. Isso porque os cães sem raça definida são menos propensos a desenvolverem algumas doenças. "A miscigenação de raças que o vira-lata apresenta resulta em uma espécie de mistura genética, que reduz as chances de seleção de genes que poderiam levar a doenças no futuro", diz a

especialista.

Ainda que o cachorro vira-lata seja menos propenso a ficar doente e seja mais fácil de ser treinado, ele precisa de cuidados como qualquer outro animal. Ou seja, ele deve ser alimentado com ração de qualidade, passear diariamente, fazer exames de rotina e manter higiene, vacinação e vermifugação em dia. (Gladys Magalhães)

Tops da Gazeta