últimas notícias
Alguns cães são muito dependentes e deixá-los sozinhos por muito tempo acarretara algumas doenças como ansiedade e depressão
Alguns cães são muito dependentes e deixá-los sozinhos por muito tempo acarretara algumas doenças como ansiedade e depressão
Foto: Johnny Duartefoto animal

Filhote de cachorro não é brinquedo

É preciso procurar informações sobre o comportamento e as necessidades referentes à raça escolhida e se a mesma se adéqua à sua rotina

Escolher um filhote de cachorro é uma decisão muito séria e precisa de muita responsabilidade. Saber que você terá um novo morador em casa trará muita alegria, preocupações, gastos e ansiedade ao mesmo tempo. A chegada de um cãozinho na família não é simplesmente querer tê-lo e sim tomar essa decisão com muita seriedade amor e carinho, pois mudará sua rotina, diz Ana Paula Smirne Psicoterapeuta, comportamentalista animal, que dá algumas dicas:

1. A escolha da raça: é preciso procurar informações sobre o comportamento e as necessidades referentes à raça escolhida e se a mesma se adéqua à sua rotina. Alguns cães são muito dependentes e deixá-los sozinhos por muito tempo acarretara algumas doenças como ansiedade e depressão. Se pela sua rotina de trabalho você fica ausente a maior parte do tempo, deverá optar por um cãozinho mais independente, mas mesmo assim terá que estabelecer algumas atividades junto a ele.

2. Crianças em casa: cães veem as crianças como seres da mesma espécie e por isso pode machucá-las, mas não pela agressividade e sim por não ter noção da força e do tipo de brincadeira que poderá ocorrer, neste caso decida por filhotes calmos e submissos.

3. Verifique a procedência: ao buscar seu cãozinho, sendo em um pet shop, criadores ou abrigos, verifique sobre as condições de higiene e conforto do animal, visite o local e fique atento a saúde de todos os animais existentes.

4. Visite o veterinário; ao pegar seu cãozinho, mesmo que saudável, faça uma visita ao veterinário.

Será o primeiro cuidado e necessidade que seu filhotinho terá que ter, pois precisará de orientação alimentar, vacinas e vermífugos. Esse acompanhamento terá que ser permanente até que atinja uma idade adulta. Mas saiba que as vacinas e cuidados veterinários serão anuais.

Tomando todas as precauções e informações sobre seu novo membro da família, você já estará pronto para adquirir seu filhote. Com muito amor, dedicação, cuidados e carinho, com certeza terá um grande e verdadeiro amigo e será grato por isso.

Tops da Gazeta