últimas notícias
Corpo alongado, orelhas compridas e pernas curtas estão entre as características físicas, por isso atenção redobrada com lugares altos e escadas para evitar problemas de coluna e otite
Corpo alongado, orelhas compridas e pernas curtas estão entre as características físicas, por isso atenção redobrada com lugares altos e escadas para evitar problemas de coluna e otite
Foto: Windy55

Daschshund: as características e os cuidados com o 'salsichinha'

Além da fidelidade, a curiosidade e a inteligência também são características marcantes do temperamento deste animal, cuja origem se deu na Alemanha, há alguns séculos

Uma propaganda de amortecedores de automóveis, veiculada no Brasil no início dos anos 1990, fez do Daschshund, o famoso 'salsicha', uma das raças mais populares do Brasil por muito tempo. Há alguns anos, contudo, a raça não frequenta mais o Top 10 da Confederação Brasileira de Cinofilia, mas continua sendo opção para quem procura por um amigo extremamente fiel.

Além da fidelidade, a curiosidade e a inteligência também são características marcantes do temperamento deste animal, cuja origem se deu na Alemanha, há alguns séculos. Tais adjetivos, contudo, fazem com que o 'salsichinha' necessite gastar energia e precise de treinamento desde filhote, visto que, no desejo de proteger o tutor, ele costuma avançar em pessoas desconhecidas e ser bastante possessivo.

No que diz respeito à saúde, suas características físicas, como corpo alongado e pernas curtas, também exigem atenção redobrada. Isso porque, explicam especialistas, a raça pode desenvolver doenças na coluna. Assim, evite deixar que o cão pule de lugares altos, como sofás e camas, ou mesmo suba escadas com frequência. Além disso, fique sempre de olho na alimentação para que o animal não engorde demais.

Outro ponto sensível são as orelhas, visto que, por serem longas e caídas, podem ser acometidas com mais facilidade por fungos e bactérias, o que pode levar o pet a sofrer com otites e até outras doenças mais sérias.

No mais, lembre-se de sempre colocar uma roupinha no cachorro durante os dias mais frios, escovar os pelos ao menos uma vez por semana e levar às consultas com o veterinário periodicamente.

Tops da Gazeta