últimas notícias
"As orelhas dos cães são bastante sensíveis e exigem atenção redobrada. A umidade, aliada ao calor, pode favorecer a proliferação de fungos e bactérias no canal auditivo, por isso, é ideal secar o ouvido do animal com algodão ou gaze", alerta veterinário. Alimentar o pet antes da piscina e deixá-lo sozinho também é proibido
Foto: Krasnielapki

Multa por levar cachorro na praia pode chegar a R$ 600

Fiscais municipais realizam vistoria diariamente nas praias de São Paulo

Quando as temperaturas sobem, tutores de cachorros sempre se perguntam: "será que posso levar meu animal à praia?"

Se o destino for o litoral paulista, a resposta provavelmente é não, sendo que a multa, caso o cachorro seja encontrado na areia ou no mar, pode chegar a R$ 600, valor da penalidade nas praias de São Sebastião.

No Guarujá, onde segundo a Prefeitura, a vistoria é realizada diariamente por fiscais municipais, a multa é de R$ 148, enquanto em Santos, o valor é de R$ 50 e vai dobrando em caso de reincidência. Ilha Bela e Bertioga também proíbem a permanência de animais na praia, mas, procurados pela Gazeta, não informaram os valores de suas penalidades.

Se a praia não é uma opção, cresce o número de resorts e hotéis "pet friendly", que contam, inclusive, com piscina para os pets. Contudo, alerta o veterinário Aldo Macellaro Jr., proprietário do Clube Cãompo, ao permitir que o cachorro tome banho de piscina é preciso alguns cuidados.

"Os cães de pelagem branca precisam passar protetor solar por conta da maior sensibilidade. Outro cuidado é com as orelhas dos cães, que são bastante sensíveis e exigem atenção redobrada. A umidade, aliada ao calor, pode favorecer a proliferação de fungos e bactérias no canal auditivo, por isso, é ideal secar o ouvido do animal com algodão ou gaze", alerta

Macellaro lembra ainda que não se deve alimentar o pet antes de entrar na piscina, bem como nunca deixa-lo sozinho, mesmo que saiba nadar. Por fim, depois da brincadeira, não se esqueça de retirar o cloro do pelo do animal para evitar alergias.

Tops da Gazeta