últimas notícias
Espaço do bicho
Médico Veterinário, Dr. Edgar toda semana aborda um tema diferente no espaço do Bicho.
[email protected]
O BAER é o teste mais sensível na avaliação da audição
O BAER é o teste mais sensível na avaliação da audição

Teste BAER para surdez em cães

O teste verifica se o cérebro responde ao ruído e é uma maneira confiável de ver se um cão é surdo e qual a extensão

O teste BAER (Brainstem Auditory Evoked Response) é usado para verificar a audição de um cão. Ele verifica se o cérebro responde ao ruído e é uma maneira confiável de ver se um cão é surdo e qual a extensão. A surdez ocorre em cães provavelmente com a mesma frequência que em pessoas. As causas mais comuns são congênitas (geralmente reconhecidas nos primeiros 6 meses de vida) e relacionadas à idade (surdez senil ou degenerativa).

A surdez congênita é provavelmente devido a uma anormalidade genética e é vista mais comumente em algumas raças, como Dálmatas, Australian Cattle Dogs, Bull Terriers e Dogo Argentinos, porém pode ser visto ocasionalmente em qualquer raça de cães. A surdez pode afetar um ou ambos ouvidos. A surdez devido a anomalias genéticas infelizmente é permanente. A melhor idade para testar os filhotes é em torno de 6 semanas de idade. O teste pode ser realizado em qualquer idade, inclusive em cães adultos. É possível reduzir o risco de produzir filhotes surdos com a seleção de pais saudáveis e geneticamente normais.

O BAER é o teste mais sensível na avaliação da audição. Outros testes menos sensíveis estão disponíveis, por exemplo, BAERCOM, mas são significativamente menos precisos. No Brasil criadores como Áurea Regina Giacomelli, criadora de Dogos Argentinos, sócia do canil Luzbull Verdes Pampas e da DOGOJET, já pratica o teste desde 2005. Hoje Aurea vive no Texas, nos EUA, onde tem condições de praticar o teste BAER com facilidade. Aqui no Brasil, usa e recomenda o teste feito pela Médica Veterinária Eduarda Dode (fone: 53 91645264), que faz inclusive atendimento a domicílio. O custo é de R$ 200 por indivíduo, Duda como é chamada alerta que Dálmatas, por exemplo, estão afetados em torno de 30%, e que raças com cores merle ou piebald têm mais incidência.

 

Tops da Gazeta