X

Atos antidemocráticos

Marcelo D2 dispara após ataques terroristas em Brasília

O rapper acusou o bolsonarismo de ser "radical" e de não existir um "fascismo moderado"

FOLHAPRESS

Publicado em 09/01/2023 às 12:33

Atualizado em 09/01/2023 às 12:37

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Marcelo D2 / Reprodução/Twitter

Marcelo D2, 55, se manifestou após ataques terroristas e invasão de bolsonaristas no Congresso Nacional, Palácio do Planalto e STF (Supremo Tribunal Federal). O rapper acusou o bolsonarismo de ser "radical" e de não existir um "fascismo moderado".

Em uma publicação no Twitter, o cantor escreveu a seguinte mensagem: "Bolsonarismo é radical...não existe fascismo moderado, não existe nazismo moderado".



Na mesma rede social, D2 também disparou sobre o ex-presidente Jair Bolsonaro (PL). "Passaram pano para fascista por mais de quatro anos, Bolsonaro mentiu e não o chamaram de mentiroso, Bolsonaro matou e não o chamaram de assassino, Bolsonaro é fascista, assassino e devia ter sido preso já lá quando exaltou Ustra (outro assassino).

Neste domingo (8) à noite, ele também acusou a família Bolsonaro pela invasão em Brasília. "8 de janeiro de 2023 o dia que a família Bolsonaro tentou um golpe de estado", escreveu.

"Esquece quem está na rua, tem que ir atrás dos organizadores a começar pela familícia neonazista, os Bolsonaros", continuou ele.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Parabéns Bertioga

Aniversário de Bertioga, neste fim de semana, terá show de Fábio Jr; veja programação

A entrada é gratuita, sendo opcional a doação de 1 kg de alimentos não perecíveis

Copa no Brasil

Brasil vence eleição e vai ser sede da Copa do Mundo de futebol feminino

País recebe o campeonato em 2027; eleição aconteceu durante o 74º Congresso da Fifa, em Bangcoc, na Tailândia

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter