últimas notícias

Sob medida

O modelo 2019 da Honda CB Twister tem atributos para agradar a quem deseja uma moto para uso urbano diário Da Reportagem De São Paulo

O recém-lançado modelo 2019 da Honda CB Twister é um veículo de amplo espectro. Deve agradar à maioria dos motociclistas que está na categoria anterior e até aos que têm motos maiores e desejam uma para uso urbano diário, mas com desempenho mais encorpado. Mais bonita, mais completa, com luzes de leds e computador de bordo, mais segura nas versões CBS e ABS, mais confortável, com desempenho compatível e razoável economia de combustível, a nova CB Twister é realmente cativante.

A maior novidade na linha 2019 é a adoção dos freios CBS (Combined Brake System) na versão de entrada. Quando acionado, o pedal do freio traseiro, o CBS “desvia” 30% da força aplicada no pedal ao freio dianteiro, o que aumenta a eficiência da frenagem. Antes, o modelo de entrada não tinha qualquer assistência nos freios. A Honda também mostra com essa moto que a concorrência incomoda e por isso coloca a versão de entrada pelo preço público sugerido de R$ 13.990, enquanto que a concorrente Yamaha Fazer 250, que só tem versão com ABS, tem seu preço de R$ 15.590. Já a Twister ABS custa R$ 14.990.

Posicionada nos segmentos de mercado com maior potencial de crescimento – Street com motores de até 250 cm³ –, a Honda CB Twister nada tem a ver com aquela moto lançada em 2001 – CBX 250 Twister –, que foi substituída pela CB 300 em 2009 por causa das novas regras de emissões, o Promot3. Dela, aliás, só ficou o nome. Mas, como aquela moto de 2001, a nova continua tendo o objetivo de atender aos motociclistas que desejam sair do mundo da “CG” e subir um degrau na categoria. Por ter esse enorme potencial de vendas, a evolução da moto também é gigante. Por qualquer ângulo que se olhe, a CB Twister apresenta melhora em relação às suas antecessoras e também na disputa com a forte concorrente Yamaha Fazer 250.


*Por Sidney Levy, do Motonline especial para a Agência AutoMotrix

Tops da Gazeta