Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sexta, 15 Março 2019 22:19

Versão 2019 do scooter Honda PCX 150 aprimora o que era necessário

Apesar de liderar seu segmento com folgas, versão 2019 do scooter Honda PCX 150 aprimora o que era necessário
A principal diferença entre as três novas versões do Honda PCX 2019 está nos freios A principal diferença entre as três novas versões do Honda PCX 2019 está nos freios Divulgação
Da Reportagem
De São Paulo

O scooter PCX 150 lidera o segmento com larga folga desde o seu lançamento, em abril de 2013. Então, por que uma fabricante mudaria um produto assim? Talvez fosse melhor e menos custoso continuar fazendo pequenos ajustes para manter a moto atualizada. Afinal, são mais de 135 mil unidades vendidas no Brasil, uma média superior a 20 mil motos por ano. Mas como se trata de um produto global, a Honda preferiu não esperar a concorrência local evoluir mais e ameaçar sua liderança. E então surge o novo (não parece novo, mas é) Honda PCX 2019, agora em três versões: STD, DLX e Sport.

A principal diferença entre as três novas versões do Honda PCX 2019 está nos freios. Na versão básica (STD), está mantido o mesmo sistema de freios do modelo 2018, com disco na dianteira e tambor na traseira com o CBS (Combined Brake System), aquele que, ao acionar o manete do freio traseiro, uma parte da força aciona também o freio da roda dianteira. Já as versões DLX e Sport ganharam disco também na roda traseira e o ABS, porém, de uma via, ou seja, atua apenas na roda dianteira, ao contrário de sua principal concorrente - Yamaha NMax, que tem ABS nas duas rodas. A Honda fica devendo o ABS na roda traseira, o que talvez fosse o caso de colocar na versão Sport. O PCX 2019 DLX e o Sport ganharam ainda o Smart Key System (chave presencial), que permite utilizar o botão da trava do guidão, a ignição, a abertura do assento e a tampa do bocal de combustível.

O motor permanece o monocilíndrico OHC com 149,3 cm³, quatro tempos, arrefecimento a líquido e injeção eletrônica e 13,2 cavalos de potência máxima a 8.500 rpm e 1,38 kgfm de torque máximo a 5 mil rpm. A transmissão é CVT. O PCX 150 STD vem em duas opções de cores (prata metálico e azul perolizado) e seu preço público sugerido é de R$ 11.620. Os outros dois - DLX e Sport - estão disponíveis em cor única para cada versão: branco perolizado com detalhes em marrom no DLX e prata metálico com detalhes em vermelho no Sport. Esses dois têm também o Smart Key (partida sem chave) e o preço é maior: R$ 12.990.


*Por Sidney Levy, do Motonline, especial para a Agência AutoMotrix

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado