últimas notícias

Irmãos presos exploravam jogo do bicho há 10 anos em Niterói

As investigações, que duraram cerca de um ano e meio, constataram que a exploração do jogo do bicho era um negócio de família que passou por três gerações Por Agência Brasil

A Polícia Civil prendeu nesta segunda-feira o núcleo principal da organização criminosa que atuava no jogo do bicho de Niterói até a Região dos Lagos. Os irmãos Luis Anderson e Alexandre de Azeredo Coutinho foram presos e acusados de comandar a quadrilha que explorava o jogo ilegal há pelo menos 10 anos, movimentando cerca de R$ 10 milhões mensais, através de cerca de 300 pontos de jogo.

Além deles, mais 13 pessoas foram presas durante a Operação Saigon. Entre os detidos, estão dois policiais civis e seis policiais militares reformados ou expulsos. Os agentes atuavam, principalmente, na segurança dos estabelecimentos e no transporte de dinheiro.

As investigações, que duraram cerca de um ano e meio, constataram que a exploração do jogo do bicho era um negócio de família que passou por três gerações. Tanto o pai quanto a avó dos irmãos Luiz e Alexandre Coutinho já estiveram à frente da atividade. Para o delegado adjunto Cristiano Maia, é importante que a população saiba que, embora os bicheiros passem uma imagem lúdica, estão contribuindo para prática de crimes sérios.

Durante a ação, a polícia apreendeu cerca de R$ 50 mil em espécie, joias, um veículo e materiais de contabilidade que, para os investigadores, comprovam que o esquema de jogo do bicho está ativo.

Tops da Gazeta