últimas notícias

TSE rejeita contestação do MDB e aprova coligação e registro de Alckmin

O MDB contestou informações prestadas por alguns partidos que fizeram aliança com o tucano, que não escreveram em ata os nomes de todas as siglas com quem estavam se unindo Por Folhapress

Por unanimidade, os ministros do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) rejeitaram um questionamento feito pelo presidenciável Henrique Meirelles (MDB) contra a coligação de Geraldo Alckmin (PSDB).

Os ministros também aprovaram o registro de candidatura do tucano.

O MDB tinha apontado um problema formal e contestou informações prestadas por alguns partidos que fizeram aliança com o tucano, que não escreveram em ata os nomes de todas as siglas com quem estavam se unindo.

O objetivo de Meirelles com a contestação era diminuir o número de partidos coligados com o PSDB e, com isso, reduzir em 35% o tempo de Alckmin na propaganda na TV e no rádio.

No entanto, os magistrados entenderam que um terceiro, o MDB, não tinha legitimidade questionar a disposição das legendas de se unirem a outras.

No dia 20 de agosto, a Folha antecipou que os ministros consideraram controverso o pedido do MDB. A coligação tucana conta com oito partidos (PPS, PSD, PTB, PP, PR, DEM, PRB e SD).

Tops da Gazeta