últimas notícias

Alckmin promete reforma tributária parecida com a de Trump nos EUA

Em 2017, Trump aprovou uma nova legislação, chamada de "Lei de redução de impostos e geração de empregos", que reduziu os impostos cobrados sobre o lucro das empresas de 35% para 21% Por Folhapress De São Paulo

O candidato à Presidência da República pelo PSDB, Geraldo Alckmin, defendeu nesta terça-feira (18) uma reforma tributária parecida com a que foi realizada pelo presidente dos Estados Unidos, Donald Trump.

Antes de fazer uma caminhada pela Galeria Pagé, centro de comércio popular no centro de São Paulo, Alckmin afirmou que, se eleito, vai reduzir os impostos cobrados sobre o lucro das empresas - IRRJ (Imposto de Renda para a Pessoa Jurídica) e CSLL (Contribuição Social sobre o Lucro Líquido).

E, para compensar a perda de arrecadação, planeja, ao mesmo tempo, elevar a taxação de dividendos, que recai sobre o ganho recebido pelos acionistas. Na sua opinião, é uma maneira de desonerar o investimento.

Questionado pela Folha de S.Paulo se essa reforma é parecida com a que foi feita por Trump, o candidato reconheceu que é o "mesmo conceito". "O mundo inteiro está reduzindo impostos e o Brasil disputa investimentos com os Estados Unidos, América Latina e outros países", disse.

Em dezembro de 2017, Trump aprovou uma nova legislação, chamada de "Lei de redução de impostos e geração de empregos", que reduziu os impostos cobrados sobre o lucro das empresas de 35% para 21%.

A medida tem sido elogiada pelo setor privado americano, embora o mandatário seja também frequentemente criticado por medidas protecionistas, que tentam manter fábricas nos EUA.

Tops da Gazeta