últimas notícias

Fortes chuvas deixam RJ em estágio de atenção e derrubam mais de 80 árvores

O município entrou em estágio de atenção às 20h25 deste domingo (28), devido ao avanço de uma frente fria e núcleos de chuva moderada a forte que se deslocaram de forma rápida pela cidade Por Folhapress

Fortes chuvas caíram no Rio de Janeiro na noite deste domingo (28) e na madrugada de segunda-feira (29), provocando quedas de árvores em 80 pontos da cidade, atrapalhando o trânsito e fazendo a prefeitura decretar estágio de atenção, o segundo nível em uma escala de três.

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura do Rio, o município entrou nesse estágio às 20h25 deste domingo, devido ao avanço de uma frente fria e núcleos de chuva moderada a forte que se deslocaram de forma rápida pela cidade.

Os pontos que registraram maiores índices pluviométricos foram no Grande Méier, Rocinha e Alto da Boa Vista, com números acumulados para uma hora variando entre 23,6 e 20,2, de acordo com o Centro de Operações.

As quedas de árvores interromperam o fluxo de veículos em dezenas de pontos do município, como na rua Marquês de Pombal, altura da rua Benedito Hipólito, e na rua Estácio de Sá, ambos os locais no centro do Rio de Janeiro.

O vento forte que acompanhou a tempestade também causou destruição. Na zona sul, chegou a 105,5 quilômetros por hora no Forte de Copacabana. Na Praia Vermelha, também alcançou números parecidos. Já no aeroporto Santos Dumont, no centro, a velocidade foi a 79,6 km/h.

A cidade permanece em estágio de alerta nesta segunda, apesar de a previsão apontar que a chuva, que já diminuiu pela manhã, não volte a ser forte ao longo do dia. De acordo com o sistema Alerta Rio, a tempestade perdeu intensidade. No entanto, o tempo continua instável.

No início de abril, dias 8 e 9, uma tempestade matou 10 pessoas e deixou bairros em estado de calamidade. Foi a maior chuva em 22 anos no Rio de Janeiro. Na mesma semana, dia 12, dois prédios desabaram na Muzema, zona oeste, tirando a vida de mais 24 pessoas.

Tops da Gazeta