últimas notícias

Acervo

Ministro suspenso

O Guri do Planalto informa tudo que acontece Direto de Brasília Da Reportagem

O ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, foi suspenso pelo Conselho de Ética do partido Novo, do qual é filiado. A suspensão valerá até a decisão final do processo no Conselho de Ética. O ministro é criticado pelos seus colegas de partido em razão de suas posturas nas crises ambientais recentes, como o desmatamento e queimadas na Amazônia e o vazamento de óleo em praias do Nordeste. Alguns integrantes do partido Novo dizem que o ministro teria sido convidado pelo Presidente Bolsonaro a ser o seu candidato para a prefeitura de São Paulo em 2020. Em 2018, o ministro recebeu o total de 36.603 votos quando concorreu ao cargo de Deputado Federal em São Paulo.

"Gostaria que o chefe máximo dessa nação não misturasse as coisas"
A deputada Joice Hasselmann chorou no Plenário, reclamou de ataques na internet e cobrou do presidente Bolsonaro. Durante discurso emocionado, Hasselmann disse que vai denunciar filhos de Bolsonaro por ameaças à sua família.

"Agora, criminosos endinheirados e corruptos vão empurrar a sentença final por anos"
A deputada Rosana Valle, deu a declaração, após Supremo Tribunal Federal (STF), por 6 votos a 5, vetar prisão em 2ª instância. A decisão do julgamento sobre a prisão de segunda instância aconteceu na quinta-feira (7). Dias Toffoli deu o voto decisivo.

Caixa de som
O senador Major Olimpio tirou sua caixinha de som do armário e foi às ruas para protestar também. Vale lembrar que, esse objeto sonoro foi o filme de terror do último governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. A manifestação é contra a promessa do governador de tornar a polícia com o segundo melhor salário do País, ficando atrás apenas do Distrito Federal. A polícia paulista recebe um dos piores salários do país, e precisaria de um reajuste muito acima dos 5% dados pelo governador para ficar entre os melhores salários do Brasil.

Brics em Brasília
Na próxima semana, o presidente da República, Jair Bolsonaro terá quatro reuniões bilaterais com chefes de Estado dos países do Brics. Encontros acontecem nos dias 13 e 14 de novembro.

Cobrança
Um grupo de senadores se reuniu com o presidente do Supremo Tribunal Federal, Dias Toffoli, para entregar uma carta de apoio à manutenção da prisão de condenados em segunda instância. O documento tem as assinaturas de 43 dos 81 senadores. Entre os três de São Paulo, o único que não assinou foi José Serra.

Tops da Gazeta