Publicidade

X

SHOW DE HORROR NO CARNAVAL

Confira fotos do camarote que preparava refeições em banheiro da Sapucaí

Os alimentos estavam sendo preparados junto a objetos como meias e mochilas; local também não tinha refrigerador para o armazenamento

Matheus Herbert

Publicado em 12/02/2024 às 20:28

Atualizado em 12/02/2024 às 20:34

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

Buffet improvisou cozinha em banheiro de camarote no Rio de Janeiro / Reprodução / MPRJ

Duas pessoas ligadas a um camarote na Sapucaí, no Rio de Janeiro, foram presas na madrugada desta segunda-feira (12) – primeira noite de desfiles do Grupo Especial carioca. De acordo com o Ministério Público do Rio (MPRJ), o motivo da prisão foi que a comida servida ao público e aos convidados estava sendo armazenada e preparada em um banheiro. Os alimentos estavam sendo preparados junto a objetos como meias e mochilas.
 
Ainda de acordo com o MP do Rio, o local também não tinha refrigerador para o armazenamento dos alimentos, “o que comprova a falta de cuidado com a alimentação servida”, destaca o MP. A dona do buffet e uma pessoa responsável pelo espaço foram presas em flagrante por crime contra as relações de consumo. 
As duas pessoas presas foram identificadas como: Sefora de Oliveira Leite de Jesus e Ayla Almeida Amansio, respectivamente, pela “TV Globo”. 
 
Esta é a primeira vez que o camarote envolvido na ocorrência está presente no Sambódromo. O espaço fica no Setor 13. O perfil do Rio Carnaval no X, antigo Twitter, confirmou que o espaço conhecido como Lounge Sapucaí, localizado no setor 13, teve o buffet interditado pela Vigilância Sanitária.

Em resposta ao “Globo”, a Liesa - responsável pela organização do Carnaval do Rio de Janeiro – disse que os responsáveis não obtiveram autorização para a instalação de uma cozinha no local e que o banheiro estava sendo utilizado de maneira irregular.

Outro lado

Em nota divulgada pelo “Globo”, a assessoria de imprensa do Lounge Sapucaí esclareceu o seguinte:

"O espaço Lounge Sapucaí, em seu primeiro ano na avenida, realmente acabou tendo um pequeno problema com a vistoria da Vigilância Sanitária, mas ao contrário do que está sendo divulgado na imprensa, em momento nenhum, houve manipulação de alimentos dentro de banheiros, no Espaço Lounge Sapucaí. O Espaço Lounge Sapucaí, conforme verificado por outras equipes de reportagem que estiveram no local, apresenta em sua configuração, apenas banheiros semelhantes a banheiros químicos VIP, impossibilitando assim a manipulação de qualquer alimento nesse espaço.

Por volta das 20 horas, quando o espaço Lounge Sapucaí foi surpreendido pela equipe da Vigilância, encontrava-se apenas em preparo da estrutura para receber seus clientes para o primeiro dia de desfiles que começavam às 22h.

Os alimentos apreendidos e descartado pela vigilância, já chegaram ao Lounge Sapucaí prontos e estavam apenas armazenados em um espaço, que ficava próximo ao banheiro. Em nenhum momento, tais alimentos, chegaram a ser servidos aos convidados do Lounge Sapucaí, já que os mesmos ainda não haviam chegado ao espaço.

A alimentação, para o público do Lounge, que não foi interditado, e nem impossibilitado de trabalhar nesta segunda-feira de Carnaval, foram substituídas por lanches do tipo fast-food, da melhor qualidade, servidas ao longo da noite que só encerrou as 6:00h da manhã.

A responsável pelo Lounge Sapucaí, representante da empresa Bella Comunicações, chegou a ser conduzida à delegacia volante da Marquês de Sapucaí, a fim de prestar esclarecimentos, juntamente com a dona do Buffet contratado, mas foram liberadas pelas autoridades logo em seguida.

O sucesso do espaço que foi criado para receber apenas convidados e patrocinadores, foi garantido com a satisfação de quem passou ao local, e nem percebeu o que havia acontecido momentos antes de sua chegada.

O Lounge Sapucaí, em sua primeira edição, não foi um camarote comercial, e não houve nenhum tipo de comercialização de ingresso por parte do Lounge Sapucaí, através de tickteria, ou qualquer outro meio. A informação de que convites foram vendidos pelo espaço por R$ 2.790 é inverídica. Não é possível encontrar em qualquer meio de vendas oficial ou comunicação do Espaço Loinge Sapucaí a oferta de comercialização dos convites ao espaço.

O Lounge Sapucaí, encontra-se disponível a toda imprensa que querida conferir o seu funcionamento durante a noite desta segunda Feira."
 

Apoie a Gazeta de S. Paulo
A sua ajuda é fundamental para nós da Gazeta de S. Paulo. Por meio do seu apoio conseguiremos elaborar mais reportagens investigativas e produzir matérias especiais mais aprofundadas.

O jornalismo independente e investigativo é o alicerce de uma sociedade mais justa. Nós da Gazeta de S. Paulo temos esse compromisso com você, leitor, mantendo nossas notícias e plataformas acessíveis a todos de forma gratuita. Acreditamos que todo cidadão tem o direito a informações verdadeiras para se manter atualizado no mundo em que vivemos.

Para a Gazeta de S. Paulo continuar esse trabalho vital, contamos com a generosidade daqueles que têm a capacidade de contribuir. Se você puder, ajude-nos com uma doação mensal ou única, a partir de apenas R$ 5. Leva menos de um minuto para você mostrar o seu apoio.

Obrigado por fazer parte do nosso compromisso com o jornalismo verdadeiro.

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Estado

Vendaval destrói bananais no Vale e preço da nanica sobe 13% em sete dias

Evento climático destruiu aproximadamente dois mil hectares, especialmente na cidade de Sete Barras

Estado

Nitrato de Amônio é usado na produção de explosivos desde a I Guerra Mundial

Em janeiro de 2023, no total 50,2 mil toneladas de nitrato de amônio foram descarregadas em Santos

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter