X

CUIDADOS COM A VISÃO

Oftalmologistas falam da importância de exames preventivos no esporte

Proposta é sensibilizar atletas, amadores e profissionais, além de treinadores, professores e gestores a cuidarem da saúde dos olhos

Paula Laboissière Agência Brasil

Publicado em 09/02/2023 às 16:33

Atualizado em 09/02/2023 às 16:43

Comentar:

Compartilhe:

A-

A+

Publicidade

O alerta é do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), por meio da campanha Visão no Esporte. / Divulgação/Sesc Verão RJ

A prática de atividade física está atrelada à saúde dos olhos, já que as habilidades visuais são necessárias em diferentes modalidades, agregando segurança e eficiência ao exercício.

O alerta é do Conselho Brasileiro de Oftalmologia (CBO), por meio da campanha Visão no Esporte. A proposta é sensibilizar atletas, amadores e profissionais, além de treinadores, professores e gestores sobre a importância de exames preventivos na visão.

A iniciativa inclui a distribuição de material informativo em diferentes plataformas e a realização de uma maratona educativa, no canal do CBO no YouTube. O evento online acontece no próximo sábado (11) a partir das 10h. Durante a programação, serão exibidos depoimentos, palestras, debates, entrevistas e reportagens para ajudar a compreender melhor a relação entre o esporte e a saúde ocular.

Habilidades visuais

De acordo com o conselho, as capacidades visuais que podem interferir na prática desportiva incluem: percepção de profundidade; movimentos oculares; tempo de reação visual; visão periférica; coordenação olho-mão-corpo; e memória visual. O atleta que não evolui, segundo a entidade, pode estar repercutindo problemas visuais que desconhece e que são detectáveis em exames.

Ainda segundo o CBO, algumas capacidades visuais assumem papel importante para o desempenho do atleta. Em esportes com bola, por exemplo, é comum que o jogador não olhe constantemente para ela, mas se aproprie dos estímulos visuais no entorno para fazer o próximo passe. O mesmo acontece com boxeadores, acostumados a não olhar para os punhos dos adversários.

A sensibilidade do olho ao contraste e às cores é outra condição considerada importante ao ser analisada em atletas. Diferenças sutis em cores podem sofrer influências da iluminação do espaço, como sombras e variações de tonalidades. A deficiência no reconhecimento de cores pode, por exemplo, prejudicar o reconhecimento dos uniformes e das bandeiras de sinalização em uma partida.

Programação

Dentre outros assuntos, a campanha Visão no Esporte vai promover debates em torno de políticas públicas. Estão previstas as participações de representantes do Ministério da Saúde e dos conselhos de secretários de saúde estaduais e municipais, além de porta-vozes de entidades médicas e de confederações desportivas de várias modalidades.

“Nestas rodadas, pretende-se identificar alternativas para ampliar o acesso da população ao atendimento oftalmológico, o que pode oferecer maior segurança à saúde dos praticantes”, informou o conselho.

No próximo sábado, atletas, influenciadores e médicos especialistas vão falar sobre a interação entre a saúde ocular e o esporte. Dentre os assuntos pautados estão a importância do acompanhamento oftalmológico, da adesão aos hábitos saudáveis e dos cuidados com a visão durante a prática de atividades físicas.

“Questões como primeiros socorros em caso de trauma ocular, avaliação de atletas de alta performance e papel das equipes multidisciplinares nesses atendimentos também serão analisados”, concluiu o CFO.

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

Parabéns Bertioga

Aniversário de Bertioga, neste fim de semana, terá show de Fábio Jr; veja programação

A entrada é gratuita, sendo opcional a doação de 1 kg de alimentos não perecíveis

Copa no Brasil

Brasil vence eleição e vai ser sede da Copa do Mundo de futebol feminino

País recebe o campeonato em 2027; eleição aconteceu durante o 74º Congresso da Fifa, em Bangcoc, na Tailândia

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software

Newsletter