últimas notícias

Empresário é preso suspeito de lavar dinheiro de facção criminosa

A Delegacia de Investigações Sobre Entorpecentes (Dise) de Sorocaba, no interior de São Paulo, prendeu na sexta-feira um empresário suspeito de usar uma rede de sorveterias para lavar o dinheiro de uma facção criminosa que age dentro e fora dos presídios
paulistas. O caso ainda segue em investigação.

Agnaldo Ferreira Pires, de 42 anos, foi detido na casa dele em um condomínio de alto padrão, na zona Industrial da cidade. No local, a polícia encontrou 20 quilos de drogas, entre crack, cocaína e maconha.

Além disso, em uma das quatro sorveterias que o suspeito mantinha na cidade, foi apreendida uma mochila com 317 porções de maconha, 1.430 de crack e 1.150 de cocaína. Cadernos com anotações do tráfico e rádios comunicadores também foram apreendidos.

O empresário ainda é apontado como proprietário de um salão de festas infantis e de uma chácara alugada para eventos. Ainda segundo a polícia, Agnaldo é considerado um dos principais responsáveis pelo tráfico de drogas em Sorocaba e agia como contador da facção criminosa.
(GSP)

Tops da Gazeta