últimas notícias

Passageiros reclamam da demora de linha que passa por Congonhas

Ônibus, que liga zona oeste a zona sul da cidade, é utilizado diariamente por 12 mil pessoas; falhas no horário é alvo de queixa Por Aline Fonseca De São Paulo

A demora e a superlotação são as principais queixas dos passageiros que utilizam o ônibus 576M/10 Vila Clara-Pinheiros, que liga a zona oeste da capital paulista com a zona sul. Os usuários ficam, em média, 30 minutos no ponto esperando o coletivo passar.

O ônibus que liga Pinheiros até a divisa com Diadema é utilizado diariamente por 12 mil pessoas, segundo a empresa Unisul, responsável pela linha, e passa pelo Aeroporto de Congonhas, um dos mais movimentados do País.

“Eu costumo usar umas três vezes por semana para ir ao trabalho. Trabalho próximo ao Aeroporto de Congonhas e os horários nunca batem com os que são informados no site ou aplicativos”, reclama a diarista, Floriana Martins, de 43 anos.

Com o período das férias escolares, as falhas no cumprimento dos horários da linha ficaram maiores no período da manhã e à tarde. “Eu utilizo diariamente e senti que agora no período de férias os horários não foram cumpridos. Atrasava diariamente uns 25 minutos”, relatou o enfermeiro, Marcio Augusto, de 32 anos.

A SPTrans informou que foram detectados desajustes no cumprimento das partidas e que vai intensificar o acompanhamento da operação da linha até que as irregularidades sejam corrigidas.

Procurada pela reportagem, a operadora responsável pela linha não soube informar sobre as falhas no cumprimento dos horários.

Em 2017

No ano passado, o tempo gasto esperando ônibus foi a principal reclamação registrada por passageiros na SPTrans. Foram 4.563 queixas entre 1° de janeiro e 19 de
junho.

Reclamações

Os usuários podem fazer reclamações sobre linhas do transporte público através do número 156 ou pelo site www.sptrans.com.br/SAC. É importante informar local, linha, prefixo do veículo ou placa e horário em que houve alguma irregularidade para que cada caso possa ser verificado pela fiscalização. Já para reclamar diretamente na empresa Unisul, os passageiros podem ligar no 0800-17188.

Tops da Gazeta