últimas notícias

Sindicato dos bancários quer barrar contratação de intermitentes

A categoria quer que o compromisso de não cortar vagas por postos "precários" esteja na convenção coletiva Por Folhapress De São Paulo

Os bancários de São Paulo e região cobraram da Febraban (Federação Nacional dos Bancos) a garantia de que não haverá diminuição de empregos nem contratações de profissionais terceirizados, intermitentes ou temporários.

A reivindicação foi feita quarta-feira (26), em mais uma rodada de negociações da campanha salarial de 2018.

Segundo informações obtidas pela reportagem, a categoria quer que o compromisso de não cortar vagas por postos "precários" esteja na convenção coletiva.

Para Ivone Silva, presidente do Sindicato dos Bancários e Financiários de São Paulo, Osasco e Região, para "resolver as negociações, os bancos precisam firmar compromissos pela manutenção dos empregos e direitos".

Os bancários dizem ainda que os bancos vêm cortando postos, mesmo sendo um dos setores da economia que veem seus lucros crescerem cada vez mais.

Segundo a Febraban, as discussões ainda estão em andamento. O fim das negociações está marcado para o dia 1º de agosto.

No dia 1º, ocorrerá nova rodada de negociações, que tratará sobre as cláusulas econômicas. Na reunião da semana passada, a discussão entre bancários e bancos girou em torno da saúde dos profissionais da área.

Tops da Gazeta