Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Terça, 31 Julho 2018 17:07

Prédios invadidos são interditados pela Prefeitura de São Paulo

Após a vistoria de 51 imóveis na capital paulista, a Prefeitura confirmou a interdição total de três prédios ocupados e a interdição parcial de outros dois
Por Estadão Conteúdo

Passados três meses do desabamento do Edifício Wilton Paes de Almeida, onde morava um grupo de sem-teto, a Prefeitura de São Paulo confirmou na segunda-feira, a interdição total de três prédios ocupados e a interdição parcial de outros dois. O Município identificou problemas em 51 imóveis vistoriados, mas ainda não tem solução definida para 27 deles.

Entre os problemas, as inspeções constataram que em 65% das ocupações as rotas de fuga em caso de incêndio estavam obstruídas. Sete de cada 10 ocupações não têm brigada de incêndio organizada. Em 82,3% dos casos, a rede de hidrante é inexistente ou está danificada e em 88,2,% dos imóveis a rede elétrica é irregular.

A prefeitura havia montado uma força-tarefa, envolvendo técnicos das áreas da habitação e da Defesa Civil, para avaliar a situação de outras ocupações da cidade após o incêndio. Os locais interditados não tinham, segundo o secretário de Habitação, Fernando Chucre, condições mínimas de sofrerem intervenções de curto prazo que evitassem o risco iminente de pegar fogo. Os demais tinham “possibilidade de, em curtíssimo prazo, você adotar medidas para instituir ferramentas para reduzir o risco”.

Os 51 imóveis vistoriados faziam parte de uma lista de 75 ocupações cadastradas previamente, mas 24 já estavam vazias. Em 16 imóveis, o proprietário é o poder público e a Prefeitura decidiu adotar medidas como a instalação de extintores de chamas e treinamentos de incêndio, enquanto uma solução definitiva não é adotada.

O Município identificou também que dez imóveis já têm reintegração de posse definida pela Justiça. E, nesses casos, o que será feito é enviar equipes de mediação de conflitos para garantir a desocupação. As famílias que ainda não estiverem inscritas vão para a fila da habitação da cidade, que tem mais de 110 mil famílias.

Todos os imóveis sem solução são privados e 25 deles têm cadastro na dívida ativa da cidade (que somam R$ 21,5 milhões).

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado