últimas notícias

Trabalhadores enfrentam chuva e frio em busca de emprego em SP

Segundo o Sindicato dos Comerciários, cerca de 3.000 pessoas compareceram na manhã desta segunda-feira à Sede do Sindicato, na região central da cidade Por Folhapress De São Paulo

Há dois dias, o músico Glehison Thiales, 24 anos, fez do Viaduto do Chá a sua casa. Ele saiu de Chapecó (SC) em busca de um emprego, e a primeira tentativa foi no Mutirão do Emprego, promovido pelo Sindicato dos Comerciários de São Paulo. Ao todo, 4.000 vagas são oferecidas por 26 empresas.

"Cheguei no sábado aqui na fila e dormi na calçada mesmo. Agora quero sair daqui com um emprego", diz ele, que desde 2013 está sem carteira assinada.

Thiales veio para São Paulo apenas com R$ 250, o valor da passagem. Ele quer arrumar uma colocação para se estabelecer em São Paulo e seguir o sonho de trabalhar com música. "Sobrevivo hoje com bicos e o dinheiro do bolsa-família", diz.

Segundo o Sindicato dos Comerciários, cerca de 3.000 pessoas compareceram na manhã desta segunda-feira (6) à Sede do Sindicato, na região central da cidade. Durante todo o dia, 1.800 pessoas serão atendidas. Quem estiver na fila receberá senhas para voltar nos outros dias.

O presidente do Sindicato dos Comerciários e da UGT, Ricardo Patah, afirma que, para a segunda edição do Mutirão, além do dobro de empresas e de vagas, há seleção para vagas com melhor qualificação, que necessitam de ensino superior. Os salários vão de R$ 1.200 a R$ 8.000. "Nós abrimos para mais empresas, há mais parceria e mais vagas a serem preenchidas. O Sindicato é um ator social que pode mediar empresas e trabalhadores e é isso que estamos fazendo", disse Patah.

Segundo o IBGE, há 13,2 milhões de desempregados. Os dados são do trimestre encerrado em junho.

Nesse período, a segurança Priscila da Fonte, 35 anos, entrou na estatística. Ela afirma que, assim que acabou o seguro-desemprego foi em busca de um novo emprego. "Não está fácil, tenho três filhas e preciso me virar. Gostaria de trabalhar na área de segurança, mas não estou escolhendo emprego", disse ela, que chegou às 19h de domingo na fila.

Nivel superior

A Unifisa, empresa de consórcios, está com 50 posições para ensino superior, porém, houve poucos encaminhamentos. A IBM também procura profissionais com maior qualificação e a C&C está com vagas abertas para gerente de loja.

A maioria dos candidatos tem perfil operacional, com ensino médio completo. No caso do Sindicato dos Padeiros, há 188 oportunidades em 16 padarias. Cerca de seis candidatos já saíram com emprego do mutirão para vagas de atendimento.

Tops da Gazeta