últimas notícias

Sob risco de desabar, prédio é evacuado na Vila Mariana, zona sul de SP

Segundo relato de moradores, uma viga estourou nesta segunda-feira (6) e, partir daí, o prédio começou a sofrer abalos Por Folhapress De São Paulo

Um prédio residencial com risco de desabamento foi evacuado às pressas pelos moradores em São Paulo. O edifício, de 11 andares, além de mais quatro no subsolo, fica na rua Nicolau de Sousa Queirós, na Vila Mariana, zona sul da cidade.

Segundo relato de moradores, uma viga do edifício Norma estourou nesta segunda-feira (6) e, partir daí, o prédio começou a sofrer abalos. Na manhã desta terça (7) desabaram um muro de arrimo, parte da garagem e a passarela que liga o portão à entrada do residencial.

O Norma foi construído há cerca de 50 anos e foi interditado pela Defesa Civil após os desmoronamentos. Colado ao Norma, o edifício Hernane precisou ser evacuado porque os moradores também passaram a ouvir estalos na estrutura. A correria foi tamanha que alguns moradores desceram de pijama.

O capitão Marcos Palumbo, porta-voz do Corpo de Bombeiros em São Paulo, disse que houve "um desabamento parcial de edificação" no Norma e que a Defesa Civil foi acionada para analisar a estrutura, que já estaria comprometida.

Uma moradora, que não quis se identificar, informou à Folha que, antes de sair às pressas, só conseguiu pegar produtos de seu uso pessoal, um computador e roupas. "Eu pensei que fosse apenas um alarme falso, mas o que está acontecendo é um efeito dominó. O prédio está desabando aos poucos", disse.

A moradora mora no térreo do Norma e vive no local desde os 12 anos de idade. O edifício está localizado em um terreno de declive. Parte dos andares fica abaixo da linha da calçada.

No início da tarde desta terça, os bombeiros pediram que os moradores afetados fizessem uma lista entre as pessoas presentes na rua para avaliar se ainda restava alguém nos edifícios evacuados.

Os moradores pedem aos bombeiros que seus animais de estimação e pertences sejam retirados dos apartamentos. A corporação enviou uma equipe de 24 homens ao local para atender a ocorrência.

Tops da Gazeta