últimas notícias

Mais três painéis de vidro do muro da USP amanhecem quebrados

Segundo a Prefeitura, na noite da quinta-feira (23), agentes da Guarda Civil Metropolitana notaram que um dos vidros do muro da USP estava quebrado Por Estadão Conteúdo De São Paulo

Mais três painéis de vidro que compõem o muro que separa a Marginal do Pinheiros e a Raia Olímpica da Universidade de São Paulo (USP), na zona oeste da capital, amanheceram quebrados nesta sexta-feira, 24. O jornal O Estado de S. Paulo esteve no local e constatou que dois dos painéis estão totalmente sem vidros; em um deles ainda há uma parte estilhaçada.

Segundo a Prefeitura, na noite da quinta-feira, 23, agentes da Guarda Civil Metropolitana, em ronda diária pelo local, notaram que um dos vidros do muro da USP estava quebrado. Os policiais registraram boletim de ocorrência no 91º DP - Ceasa.

Apesar dos episódios recorrentes nos meses de abril, junho, julho e início de agosto, a investigação ainda não conseguiu concluir o que motivou as quebras dos vidros.

Inaugurados em 4 de abril, os painéis são de vidro temperado e tem 3,15 metros de altura, 1,8 metro de largura e 12 milímetros de espessura, com película de proteção. A obra custou R$ 15 milhões, e, segundo a Prefeitura de São Paulo, foi custeada por 45 empresas.

No dia da inauguração da primeira parte da obra, a Prefeitura informou que haveria uma revitalização de toda a área da Raia Olímpica da USP, com instalação de câmeras de monitoramento, paisagismo e iluminação por LED.

Os equipamentos ainda não foram instalados.

Tops da Gazeta