últimas notícias

Prefeitura de SP multa organização de ato pró-Lula

Segundo a prefeitura, o grupo não tinha autorização prévia para realizar a ação. O candidato à presidência Fernando Haddad também esteve no ato Da Reportagem De São Paulo

A Prefeitura Regional da Sé multou em R$ 3,4 milhões a Frente Brasil Popular, que realizou um evento pró-Lula na avenida Paulista na tarde do último domingo, com shows de diversos artistas.

Segundo a prefeitura, o grupo não tinha autorização prévia para realizar a ação. O candidato à presidência Fernando Haddad (PT) também esteve no ato.

Ana Canãs, Odair José, Edgard Scandurra, Aila, Otto, Marcelo Jeneci e Ilú Oba di Min foram alguns dos nomes confirmados no “Festival Lula Livre”. Ele aconteceu às 12h na esquina com a alameda Ministro Rocha Azevedo.

Um acordo firmado entre a Prefeitura de São Paulo e o Ministério Público impede a realização de eventos na avenida. O prefeito regional da Sé, Eduardo Odloak, diz que apresentou outras opções de locais para o grupo, como Vale do Anhangabaú e a Praça da República, mas a proposta não foi aceita.

A assessoria de imprensa da Frente Brasil Popular disse que, em seu entendimento, não infringiu nenhuma lei.

Tops da Gazeta