últimas notícias

Acervo

Polícia apura se adolescente apreendido em MG tem ligação com morte de médico em SP

O jovem é apontado como uma pessoa que aparece em vídeos de câmeras de monitoramento realizando outro assalto, na mesma região em que Roberto Kikawa foi morto Por Folhapress De São Paulo

A polícia de Minas Gerais apreendeu nesta terça-feira (13) um adolescente apontado como suspeito de envolvimento na morte do médico Roberto Kikawa, 48, assassinado com dois tiros no sábado (10) no Ipiranga, na zona sul de São Paulo.

A idade do jovem e as circunstâncias em que ele foi apreendido não foram informadas.

Segundo a Secretaria da Segurança Pública de São Paulo, sob gestão Márcio França (PSB), embora haja suspeita de envolvimento do rapaz na morte do médico, a Polícia Civil de Minas aguarda que a secretária de Kikawa, que estava com a vítima na hora do homicídio, faça um reconhecimento do adolescente. Ele nega envolvimento nesse crime.

O jovem é apontado como uma pessoa que aparece em vídeos de câmeras de monitoramento realizando outro assalto, na mesma região em que Kikawa foi morto. Pelas imagens, dois homens rendem duas vítimas e fogem no carro delas.

Em caso de reconhecimento do adolescente como um dos envolvidos na morte do médico, ele será transferido para São Paulo, segundo a secretaria paulista.

O médico gastroenterologista foi confundido com um policial antes de ser baleado e morto. Ele voltava de um jantar por volta das 23h com sua equipe em uma pizzaria e deixava uma funcionária em casa. Quando o carro estava parado em frente ao prédio na rua do Manifesto, ele foi abordado por dois rapazes com arma em punho.

Ordenaram que o médico saísse do Jeep Compass. Kikawa começou a descer do veículo e pediu calma aos assaltantes. "Você é polícia?", reagiu um deles, enquanto o outro gritava: "Atira, atira."

O primeiro disparo atingiu a axila. O segundo, o abdômen. Os assaltantes saíram correndo a pé, enquanto testemunhas chamavam a ambulância para socorrer Kikawa. Levado ao Hospital Ipiranga, ele chegou sem vida.

Kikawa fundou o Cies Global para levar atendimento médico especializado a comunidades carentes. Em São Paulo, o Cies foi responsável por 54% dos exames de imagem com médicos especialistas feitos em 2017 pelo Sistema Único de Saúde.

Integrante das redes Schwab e Folha, Kikawa foi reconhecido como vencedor do Prêmio Empreendedor Social 2010 por inovar com unidades móveis de exames em carretas.

Tops da Gazeta