últimas notícias

Viaduto que cedeu para de se movimentar, e prefeitura faz testes com trens vazios

A ideia é medir o impacto das vibrações da circulação de trens no viaduto. Por Folhapress

O viaduto que cedeu durante a madrugada de quinta-feira (15) na zona oeste de São Paulo não se movimentou neste domingo (18), dia em que a gestão Bruno Covas (PSDB) também concluiu as obras de escoramento da estrutura.

Nesse cenário considerado mais seguro, a prefeitura pediu à CPTM (Companhia Metropolitana de Trens Municipais) para que inicie a circulação de trens vazios no trecho atualmente interditado, entre as estações Pinheiros e Ceasa da linha 9-esmeralda.

A ideia é medir o impacto das vibrações da circulação de trens no viaduto. Caso seja considerado que não há efeitos negativos sobre a estrutura, a prefeitura deverá iniciar procedimentos para liberar o funcionamento regular dos trens.

Desde sexta-feira (16), quando foi interrompida a passagem dos trens, a prefeitura disponibilizou ônibus gratuitos (sistema Paese) para que os usuários percorram o trecho interrompido. No entanto, longas filas têm se formado e gerado queixas dos usuários.

Tops da Gazeta