Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sexta, 04 Janeiro 2019 17:43

Passageiros reclamam de horários e falta de informação

Principais reclamações dos usuários são relacionadas à falta de informação sobre horários e itinerários
Terminal Morumbi, inaugurado em 29 de dezembro, estava quase vazio no fim da manhã da última quinta-feira (3) Terminal Morumbi, inaugurado em 29 de dezembro, estava quase vazio no fim da manhã da última quinta-feira (3) Henrique Barreto/Futurapress
Por Bruno Irala
De São Paulo

O Terminal Morumbi, ao lado da estação São Paulo-Morumbi da linha 4-Amarela do Metrô, na zona oeste da Capital, foi inaugurado no último 29 de dezembro, mas ainda causa confusão para parte dos passageiros. Os usuários reclamam de falta de informação sobre horários de partidas e itinerários e sobre quais linhas realmente estão integradas ao terminal.

O motorista Ricardo Tenório, de 37 anos, estava às 11h no Terminal Morumbi com a intenção de ir para a cidade de Cotia. Ele queria embarcar na linha 297 (Caucaia do Alto – Metrô Morumbi) ou na 036 (Vargem Grande Paulista, Jardim São Paulo – Metrô Morumbi), ambas operadas pela empresa Danubio Azul. Um funcionário da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) de acordo com ele, informou, porém, que essas linhas só voltariam a operar às 15h40. Tenório decidiu pegar uma outra linha, descer na rodovia Raposo Tavares e, então, tomar um segundo ônibus. “Agora vou ter que gastar mais uma condução. Já pagamos tantos impostos, é um absurdo”, reclamou.

Para o desempregado Jeferson Raul, de 25 anos, que passou a usar a linha 543 (Cotia, Jardim Santa Isabel – São Paulo, Metrô Morumbi), a falta de informações é um problema do terminal. “A EMTU não tem um cronograma com um horário certinho. O site mostra que a minha linha só circula em dois horários durante o dia, porém o fiscal me falou há pouco que a linha circula o dia todo. Esse terminal melhorou minha rotina mas precisa acertar os detalhes para os passageiros não ficarem atrapalhados”.

De acordo com a EMTU, a estimativa é de que cerca de cinco mil usuários utilizem o novo terminal para embarque e desembarque por dia. Em visita da reportagem da Gazeta na última quinta-feira (3), porém, o terminal estava quase vazio e havia poucos ônibus em operação.

MUDANÇAS

Com a inauguração do Terminal Morumbi, foram transferidas oito linhas da EMTU para o local, que antes tinha o ponto final no Terminal Butantã, todos do eixo da rodovia Raposo Tavares. Há três linhas que saem do município de Cotia. Depois, com duas linhas, vem a cidade de Osasco. E, por fim, com uma cada, estão Vargem Grande Paulista, Embu das Artes e Barueri.

Segundo a EMTU, as alterações têm a intenção de melhorar as condições de trânsito na região do Terminal Butantã, que costuma ser intenso, além de dar acesso mais rápido à rede metroferroviária. Os usuários que antes iam ao Butantã continuam pagando o mesmo valor na integração à nova estação da linha 4-Amarela com o cartão BOM, apesar do trajeto ser mais curto.

Procurada, a EMTU disse que “para divulgar a integração das oito linhas metropolitanas no terminal de ônibus da Estação São Paulo- Morumbi foram afixados cartazes nos coletivos com a descrição do novo itinerário, além de ampla divulgação pelos veículos de comunicação de imprensa. Sobre as divergências nos horários de partida, técnicos da EMTU/SP fazem contínuo acompanhamento operacional, desde o dia 29/12, e não constataram atrasos nas partidas programadas. Se verificados descumprimentos dos horários as operadoras serão autuadas”.

A empresa diz ainda há a possibilidade de implantação de novas linhas e disse que “está acompanhando a operação dos serviços existentes para ajustes no trajeto, se necessários”.

A respeito das placas de sinalização, a empresa afirmou que “todos os pontos ocupados pelas oito linhas contam, desde sábado (29/12) – início da operação – com suas respectivas identificações. Vale lembrar que os horários das linhas podem ser consultados no site www.emtu.sp.gov.br”.

Após contato da Gazeta, a viação Danubio Azul explicou que as linhas 297 e 036 operam pela manhã e à tarde apenas nos horários de pico. A linha Caucaia do Alto inicia às 4h e, depois, opera em intervalos de 30 a 50 minutos até às 8h50. Após isso, segundo a empresa, por não haver mais demanda alta, volta a operar às 17h15. Ocorre o mesmo em relação à linha Vargem Grande Paulista, que começa às 4h e vai até 8h30. Depois, volta às 17h40 e funciona até às 20h20.

*Com colaboração de Matheus Herbert

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado