últimas notícias

Justiça suspende megalicitação de ônibus de São Paulo

Os contratos deverão ter vigência de 20 anos e a prefeitura prevê um custo de R$ 71 bilhões. Por Folhapress

*Com Estadão Conteúdo

A Justiça decidiu suspender o edital da megalicitação de ônibus na cidade de São Paulo. O recebimento das propostas estava previsto para esta quarta-feira (23), às 8h. A decisão é do desembargador Borelli Thomaz da 13ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo.

A decisão atende o pedido de uma das concorrentes que alega que os editais não cumprem determinações do Tribunal de Contas do Município (TCM).

Desde 2013, quando os contratos atuais se encerraram , essa é a terceira vez que a Prefeitura de São Paulo tenta tocar a licitação de seu maior contrato.

Desde então, os contratos são renovados com as mesmas empresas de maneira emergencial. No ano passado, esse modelo resultou no pagamento de quase R$ 9 bilhões a empresas contratadas sem licitação.

Os contratos deverão ter vigência de 20 anos e a prefeitura prevê um custo de R$ 71 bilhões.

Tops da Gazeta