últimas notícias

Acervo

Licitação de ônibus segue mesmo sem concorrência

Agora, comissão vai analisar a documentação; dos 32 lotes, em 31 só houve uma empresa ou consórcio interessado Por Bruno Irala De São Paulo

Na última terça-feira (5), a Prefeitura de São Paulo recebeu as propostas das empresas de ônibus para a concessão das linhas da Capital para os próximos 20 anos. Dos 32 lotes disponíveis, porém, em 31 só houve uma empresa ou consórcio interessado. Agora, o processo continua sem concorrência de outras empresas em praticamente todos os lotes. O valor dos contratos somados é de R$ 71,14 bilhões.

De acordo com a Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes (SMT), depois dessa fase, a Comissão de Licitação vai analisar a documentação de habilitação. “Se os documentos estiverem de acordo com o edital, serão publicados os resultados da habilitação e aberto prazo para recurso. Depois, será anunciada data para a nova sessão pública de abertura das propostas comerciais”, afirma a SMT, em nota.

O edital prevê três sistemas: Estrutural, que transporta passageiros por corredores e vias de grande movimentação; Articulação Regional, que fará a ligação entre bairros; e Distribuição, que liga os bairros a terminais e a estações de metrô e trens metropolitanos.

A Articulação Regional está sendo criada na nova organização do sistema de ônibus na cidade.

Desde 2013, o serviço de ônibus na Capital é operado por contratos emergenciais. De acordo com a SMT, a licitação vai trazer mais conforto e agilidade aos usuários.

“A conclusão do processo licitatório permitirá a reorganização do sistema de transporte por ônibus na Capital e trará benefícios aos passageiros ao eliminar a sobreposição de linhas, reduzir intervalos entre os veículos, tornar as viagens mais rápidas e confortáveis, além de proporcionar maior confiabilidade ao sistema e permitir a modernização da frota”, diz a SMT.

Segundo a secretaria, o edital prevê uma série de melhorias obrigatórias no sistema, como a chegada de ônibus mais modernos, com ar-condicionado, Wi-Fi, entrada USB e também motores menos poluentes.

Tops da Gazeta