últimas notícias

Acervo

Zona leste lidera queixas às polícias

Da região, foram registradas 137 queixas contra o atendimento policial Por Estadão Conteúdo

Com 1.102 denúncias, a má qualidade no atendimento das polícias de São Paulo lidera o ranking de queixas da população. Segundo relatório anual de 2018, feito pela Ouvidoria da Polícia do Estado de São Paulo, e divulgado nesta quinta-feira (7), a maior concentração de casos fica em regiões da periferia - e é a zona leste da Capital que ocupa o topo das reclamações.

De lá, foram registradas 137 queixas contra o atendimento policial. Segundo a Ouvidoria, as delegacias mais criticadas foram o 49º Distrito Policial (São Mateus), o 53º DP (Parque do Carmo) e o 63º DP (Vila Jacuí). Em seguida, aparecem o centro (118 denúncias), a zona sul (91), a zona norte (68) e a zona oeste (66).

“A maior demanda sobre atividade policial vem de regiões periféricas”, afirma o ouvidor Benedito Mariano. “O problema é que, nessas áreas, muitas vezes, a estrutura da polícia não é a mesma do centro ou de bairros de classe média”.

Embora o número signifique que Ouvidoria recebeu uma denúncia a cada três horas, houve queda de 16,8% no total de ocorrências registradas em comparação com 2017. No relatório anterior, a Ouvidoria havia reunido 1.325 reclamações de mau atendimento, que já era o principal motivo de queixa da população paulista.

Para a PM, a Ouvidoria quer que os protocolos de abordagem que já existem sejam sempre relembrados durante as preleções diárias. “Não basta ter protocolo, se não é incentivado”, diz Mariano.

Tops da Gazeta