últimas notícias

Camilo Cristófaro se mantém no cargo de vereador

Segundo o Ministério Público Eleitoral, Camilo recebeu R$ 6 mil de doações de uma mulher em vulnerabilidade social, sem condições de doar tal quantia Por Estadão Conteúdo

O vereador paulistano Camilo Cristófaro (PSB) conseguiu, por meio de um recurso especial no Tribunal Regional Eleitoral de São Paulo (TRE-SP), uma decisão que o manterá no cargo ao menos até nova análise do processo pelo presidente do tribunal, desembargador Cauduro Padin. Ele deveria deixar a Câmara Municipal nesta terça-feira (19). Segundo o Ministério Público Eleitoral, Camilo recebeu R$ 6 mil de doações de uma mulher em vulnerabilidade social, sem condições de doar tal quantia.

TRE já havia confirmado, em dezembro, decisão de primeira instância que determinava a perda de mandato. No novo recurso, Camilo argumenta que haveria jurisprudência para mantê-lo no cargo mesmo com um acórdão já publicado, determinando a suspensão de sua diplomação como vereador, até julgamento de um recurso especial ainda no TRE, antes de o caso ser levado para o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Tops da Gazeta