últimas notícias

Bloco quase dobra preço da corrida de Uber em SP

Uma corrida da avenida Paulista até o aeroporto de Congonhas, no sábado (23) às 14h, custava R$ 47, na opção Uber X. Nos sábados anteriores, custava R$ 24 Por Folhapress De São Paulo

Se você estiver perto de um bloco de Carnaval e for usar aplicativos como o Uber, prepare-se para um gasto extra. O preço da corrida pode até dobrar, indica levantamento da reportagem.

Foram monitorados três pontos de São Paulo onde houve desfile de blocos numa distância de até 1 km, no último fim de semana.

Nesses lugares, o horário próximo à festa coincidiu com a tarifa mais cara do Uber, considerando os valores cobrados nos dias anteriores, no mesmo horário, desde janeiro.

Os locais monitorados foram avenida Paulista, centro e Lapa (zona oeste da cidade).

Uma corrida da avenida Paulista até o aeroporto de Congonhas, no último sábado (23) às 14h, custava R$ 47, na opção Uber X. Nos sábados anteriores, custava R$ 24 (variação de quase 100%).

A reportagem coletou desde janeiro a estimativa de 64 percursos partindo de cada um dos três pontos analisados.

Considerando esse agrupado de trajetos saindo da Paulista no último sábado, às 14h, o valor da corrida estava 85% mais caro do que a média nos sábados anteriores, no mesmo horário.

Naquela tarde, desfilaram ao menos quatro blocos na região (Será que É, Bonde das Kengas, Desculpa Qualquer Coisa e Coreto Pintado).

Eventos como blocos de Carnaval contribuem de duas formas para o aumento da tarifa do Uber. Uma é a alta da demanda pelo serviço.

Quando isso ocorre, o sistema aumenta a tarifa. Segundo a empresa, a medida é tomada para que os motoristas tenham incentivo extra para pegarem mais passageiros.

A Uber afirma que é o motorista, não a empresa, quem embolsa a quantia adicional.

Grandes aglomerações também tendem a complicar o trânsito, o que aumenta o tempo das viagens e diminui o número de motoristas livres (o que eleva a tarifa).

É um sistema diferente do usado pelos táxis, que têm apenas duas tarifas, a bandeira normal e a bandeira 2 (esta para noites durante a semana e os fins de semana). Apesar do preço mais previsível, há pouco incentivo para o taxista aumentar a carga de trabalho quando há alta de demanda.

Para tentar melhorar o serviço neste feriado de Carnaval, a Uber anunciou que vai colocar 120 pessoas, em 15 pontos da cidade, para ajudar os usuários a encontrarem mais rapidamente seus motoristas.

Esse apoio adicional ficará concentrado na região dos blocos, especialmente no centro e na zona oeste da cidade.


*Por Leonardo Diegues e Fábio Takahashi, da Folhapress

Tops da Gazeta