últimas notícias

Empresa planta mudas e cria jardim na ciclovia da avenida Faria Lima, na zona oeste de SP

A locadora de carros Movida está plantando 3.000 mudas na avenida, desde o cruzamento com a avenida Rebouças até a rua Nova Cidade, na Vila Olímpia Por Folhapress De São Paulo

A prefeitura de São Paulo fechou parceria com uma empresa privada para implantar e cuidar de um jardim no entorno da ciclovia da avenida Faria Lima, na zona oeste de São Paulo.

A locadora de carros Movida está plantando 3.000 mudas na avenida, desde o cruzamento com a avenida Rebouças até a rua Nova Cidade, na Vila Olímpia.

São sete espécies no total: bromélia neoregelia fogo, guaimbê, filodendro, dracena vermelha, dionela variegata, moréia e barba-de-serpente.

Em troca, a prefeitura autorizou que placas com o nome da empresa fossem colocadas no local.

A Faria Lima tem a ciclovia mais movimentada da cidade. Contador da prefeitura registrou 167 mil passagens na faixa para bicicletas somente no último mês de março. A média mensal é de 100 mil passagens.

A primeira fase entre a av. Rebouças e o shopping Iguatemi, já em implantação, deve ser concluída na próxima segunda-feira (8). O restante ficará pronto nas próximas semanas. O projeto todo envolve 21 mil m² de vegetação, segundo a paisagista Luiza Senna Gaspar.

"A ideia é fazer um traçado que traga movimento e cor. Trabalhar com a composição dessas espécies, criando maciços onde a gente junta dois, três tipos de planta e cria contrastes", explica ela.

"O projeto também traz segurança para o pedestre. Quando é tudo grama, as pessoas cruzam a avenida em trechos onde não há faixa, então plantamos esses maciços para fazer o pedestre atravessar na faixa", diz.

Segundo a prefeitura, o convênio vai durar três anos, período em que a empresa fará serviços de "manutenção, conservação e melhorias urbanísticas", incluindo aí corte de grama, limpeza e poda. Depois disso, a manutenção deve ficar por conta da própria prefeitura.

Na última semana, o Tribunal de Contras do Município barrou uma licitação da prefeitura para contratar uma empresa para fazer a manutenção do jardim vertical da avenida 23 de Maio, que está deteriorado. Conforme a Folha de S.Paulo mostrou no ano passado, as plantas do jardim estavam secas já um ano depois que o muro verde foi plantado.

Tops da Gazeta