últimas notícias

Muro de vidro da USP segue sem conclusão

Nesta quarta-feira (3) havia pelo menos 16 placas quebradas; a pista de corrida ao lado do muro também estava desativada e com pontos de desmoronamento Da Reportagem De São Paulo

Um ano após a inauguração, o muro de vidro da raia olímpica da Universidade de São Paulo (USP), na Marginal do Pinheiros, ainda não está concluído. O muro de concreto, com pouco mais de 2,2 quilômetros de extensão, não foi totalmente substituído pelas placas de vidro.

A má situação de conservação também chama a atenção. De acordo com a reportagem do "G1", na manhã desta quarta-feira (3) havia pelos menos 16 placas quebradas. A pista de corrida ao lado do muro também estava desativada e com pontos de desmoronamento. Não há obras sendo realizadas no local.

Segundo a USP, as obras estão paradas desde o último trimestre de 2018 por haver necessidade de um ajuste no projeto de instalação que envolve a prefeitura, a universidade e empresas.

A obra, que causou polêmica, foi entregue de forma incompleta em 4 de abril do ano passado pelo então prefeito e hoje governador João Doria (PSDB). Desde então, pelo menos 30 placas de vidro foram encontradas quebradas.

Tops da Gazeta