últimas notícias

Começa julgamento de ex-PM acusado de chacina em torcida

Ex-policial militar Rodney Dias dos Santos começa a ser julgado em SP por chacina que matou oito integrantes da Pavilhão Nove Da Reportagem De São Paulo

Começou às 11h desta quinta-feira no Fórum Criminal da Barra Funda o júri do ex-policial militar Rodney Dias dos Santos, acusado de participar da chacina de oito integrantes da torcida Pavilhão Nove, do Corinthians, em 18 de abril 2015. O julgamento estava marcado para o fim do mês passado, mas foi adiado.

De acordo com informações do "G1", Rodney nega o crime e, por decisão da Justiça, está preso preventivamente pelos assassinatos.

O outro homem que era acusado no caso, o soldado da PM Walter Pereira da Silva, foi impronunciado pela Justiça em 13 de dezembro de 2017. Ou seja, o juiz concluiu que não havia provas de que Walter participou do crime. Um terceiro envolvido nunca foi identificado.

O CRIME

O crime aconteceu no fim da noite de 18 de abril de 2015, um sábado, na sede da Pavilhão Nove, na zona oeste. As oito vítimas, com idades entre 19 e 38 anos, foram mortas com tiros na região da cabeça, após serem obrigadas a ficar deitadas no chão - cápsulas de pistola de 9 mm foram encontradas no local do crime.

De acordo com testemunhas, 12 homens estavam na sede da torcida quando os assassinos chegaram. Três deles conseguiram escapar e um outro, um faxineiro, foi poupado - enrolado numa faixa da torcida, disse ter só ouvido disparos.


*Com informações da Folhapress

Tops da Gazeta