últimas notícias

Acervo

Economista é condenado a 30 anos de prisão por matar ex-mulher em SP

O economista matou a bancária de 43 anos com 19 facadas em 19 de setembro de 2016 no apartamento onde a mulher morava, no bairro do Belenzinho, na zona leste da capital Da Reportagem De São Paulo

O economista Chateaubriand Bandeira Diniz Filho foi condenado nesta quarta-feira (10) a 30 anos de prisão pelo assassinato da ex-mulher, a bancária Mariana Marcondes. As informações são do "G1".

O economista matou a bancária de 43 anos com 19 facadas em 19 de setembro de 2016 no apartamento onde a mulher morava, no bairro do Belenzinho, na zona leste de São Paulo, com os dois filhos que teve com Chateaubriand.

Mariana foi morta na frente dos filhos. Após o assassinato, o economista foi com as crianças para a cidade do Rio de Janeiro. O circuito interno de segurança gravou o momento da fuga.

O homem foi considerado réu confesso do assassinato e respondeu preventivamente pelo crime de homicídio, com as qualificadoras por motivo torpe, meio cruel, recurso que dificultou a defesa da vítima e feminicídio.

Tops da Gazeta