últimas notícias

Acervo

Metrô de SP afasta agentes que agrediraram moradores de rua

O órgão informou que irá apurar se os funcionários cometeram abusos ou excessos Da Reportagem De São Paulo

Os seguranças, que expulsaram moradores de rua da Estação Sé, agredindo alguns com cassetetes e empurrões, foram afastados preventivamente pelo Metrô. O órgão informou que irá apurar se os funcionários cometeram abusos ou excessos.

Nesta quarta-feira (4), em entrevista ao "G1", o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy disse que os "seguranças foram afastados do trabalho normal para que ocorra a apuração imparcial".

Ainda de acordo com o secretário, os moradores não são impedidos de ficar dentro da estação, desde que essa permanência não atrapalhe a circulação dos usuários do Metrô.

Entenda o caso

Imagens gravadas por uma testemunha mostram o momento em que um grupo de seguranças aborda pessoas que estavam sentadas e deitadas dentro da estação. Uma discussão se forma e é possível ver quando alguns dos agentes usam os cassetetes contra os moradores de rua, que saem correndo por uma escada. Do alto dessa escada, já fora da estação, alguns deles atiram pedras contra os funcionários, mas não é possível ver se elas atingem alguém. O Metrô disse que a ocorrência foi registrada na Delegacia do Metropolitano (Delpom), o que não havia sido confirmado pela Secretaria da Segurança Pública nesta segunda. Nesta terça (3), a Polícia Civil disse que investiga a confusão e o caso foi registrado como dano qualificado e abuso de autoridade.


*Com informações do Estadão Conteúdo

Tops da Gazeta