Publicidade

X
Música

As Saudosas Serestas nas Madrugadas de Outrora

Tempo em que nossos músicos e cantores promoviam melodiosas serestas, principalmente pelos recantos da Barra Funda, o bairro poético de Porto Feliz

Publicidade

As madrugadas antigas e geladas da velha Terra de Araritaguaba. / Paulo Henrique Baldini

O primoroso registro do fotógrafo Paulo Henrique Baldini nos remete ao sublime encanto das madrugadas antigas e geladas da velha Terra de Araritaguaba, no tempo em que nossos músicos e cantores promoviam melodiosas serestas, principalmente pelos recantos da Barra Funda, o bairro poético de Porto Feliz.

Nesses velhos tempos de emoção e poesia a voz do menestrel de alma enternecida ecoava pela noite adentro na companhia suave de um plangente violão, sob a luz pálida e romântica da lua, invariavelmente a testemunha vulgar desses momentos tão encantadores!

Inspiradas na idade média e com origem no Trovadorismo, as serenatas se tornaram tendência no Brasil por volta de 1717, com o principal objetivo de declarar amor. Em Porto Feliz desde os tempos mais remotos e por conta dos seus inspirados moradores, a Barra Funda foi o principal palco das líricas e memoráveis tocatas que faziam vibrar na madrugada a contagiante sonoridade da prima e do bordão.

O açoite das cordas sonoras do violão, sob um céu salpicado de estrelas ou coberto pelo nebuloso sereno da noite, constituíam o palco natural das antigas madrugadas de serestas. Pela magia da saudade esse cenário estará sempre impregnado nos entalhes das velhas janelas e nos caminhos históricos da Barra Funda, como recordação dos nossos músicos, cantores, atores e poetas.

Na Barra Funda existiu um Teatro Municipal, no prédio até pouco tempo ocupado pelo Açougue do Baleia, e que foi extinto no dia 20 de outubro de 1923. Nesse teatro foram realizadas encenações magistrais que arrancaram lágrimas e aplausos.

Na Barra Funda viveram os Maestros Virgilino de Oliveira Santos e Voltaire Torres; também viveram ali os músicos Juquinha Alves, Mestrinho, Canela, Babita e Edmundo do Violão. Na Barra Funda nasceram a Escola de Samba Acadêmicos da Barra, a Banda do Mé e o saudoso Boizinho do Jorge Casseta, verdadeiros ícones dos nossos carnavais. Na Barra Funda está a Casa da Cultura, onde são realizados os encontros culturais da nossa época.

Na Barra Funda, por alguns anos, esteve instalado o Circo Teatro Inhana, ou simplesmente o Circo do Taréco, que tanto sucesso alcançou nesta cidade.

Na Barra Funda viveram os médicos Dr. Antônio Pires de Almeida e Dr. Célio Pires, grandes beneméritos de Porto Feliz.

Na Barra Funda, mais precisamente nas dependências do antigo Teatro Municipal, nasceu o Esporte Clube União no dia 03 de setembro de 1916, agremiação mais antiga do nosso futebol.

Na Barra Funda viveu o grande seresteiro Antenor Ferraz de Oliveira, cuja voz grave e melodiosa encantou corações nas emocionantes serenatas de outrora.

A Barra Funda, quer seja em tempo de verão sob um céu repleto de estrelas, quer seja nas madrugadas geladas sob a luz inspiradora da lua, é o repositório de tantas e tantas recordações e inspirações artísticas que as noites dos tempos jamais conseguirão apagar! Foi um dia na história passada / Desta gente que alegre se diz / Bandeirantes que daqui partiram / Encheram de glórias o Porto Feliz! 

Deixe a sua opinião

VEJA TAMBÉM

ÚLTIMAS

COPA DO MUNDO 2022

Fifa vai antecipar início da Copa do Mundo; veja novas datas

A decisão já foi tomada pela organização internamente e deve ser oficializada nos próximos dias

LEGISLATIVO

Mongaguá fica perto de fixar data para reajuste anual dos vencimentos dos servidores

Legislativo já aprovou, de forma unânime, o projeto de lei 72/2022, de autoria do prefeito municipal

©2021 Gazeta de São Paulo. Todos os Direitos Reservados.

Layout

Software