últimas notícias
Repórter da Terra
Por Nilson Regalado - Colaborador
[email protected]
Salame
Salame

Suíno mouro e especiaria da Toscana levam prêmio de melhores salames do Brasil

As notícias do campo por Nilson Regalado

Uma relíquia arqueológica que chegou nas caravelas junto com os portugueses é o segredo de uma família da Serra Gaúcha para produzir o melhor salame artesanal do País. Descendente dos porcos pretos ibéricos, matéria-prima do premiado presunto pata negra, o suíno moura está praticamente extinto no Brasil, mas um concurso promovido pela Confederação Nacional da Agricultura, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural, mostrou o valor da raça.

Com carne mais consistente e perfeita integração da gordura em suas fibras (marmoreio), o suíno moura garantiu ao salame da família Gedoz uma coloração mais avermelhada e um sabor irresistível. Aí, foi só acrescentar temperos ancestrais suíços e italianos. A premiação foi anunciada nesta semana, após avaliação de embutidos produzidos em nove estados brasileiros.

Outra estrela do concurso foi o salame do município de Venda Nova do Imigrante, no Espírito Santo. O produto surgiu do encontro da produtora rural Maria Aparecida Gomes com o chef norte-americano Duaine Clements. A parceria resultou na abertura do restaurante Quinta dos Manacás, que produz os próprios temperos no rancho onde está instalado, na Serra Capixaba. A alquimia que se seguiu criou um salame com sabor suave e aroma de especiarias. A inspiração veio de uma viagem que Clements fez à Toscana, região da Itália que abriga as obras de arte renascentistas mais reconhecidas do mundo. Daí surgiu a ideia de incluir na receita as flores do funcho que dão toque refinado ao Salame Finocchiona...

Norma simplifica criação...
O Diário Oficial publicou terça-feira decreto que simplifica a produção de animais e algas em cativeiro. A decisão transferiu para a Secretaria de Aquicultura e Pesca o poder de outorga de trechos dos rios federais, do mar e de reservatórios de hidrelétricas para aquicultura.

...de peixe no mar e nos rios.
O interessado deverá apresentar projeto técnico com descrição do sistema produtivo. Na Baixada Santista, o Canal de Bertioga tem grande potencial. A estimativa é que o País possa produzir até 3,9 milhões de toneladas de peixes só nos reservatórios das hidrelétricas.

Copo meio cheio...
A primeira ‘cachaça’ produzida na África em mais de 300 anos acaba de chegar ao mercado na terra de Nelson Mandela. Produzida em Durban, às margens do Oceano Índico, a Água Zulu é descrita como “símbolo de liberdade e da identidade brasileira” pela 031 Distillery, que assina o rótulo.

...ou meio vazio?
Segundo o Mapa da Cachaça, o Brasil enviou alambiqueiros para Angola no século 17 para incentivar a produção de cachaça no país africano, mas a ideia não prosperou. Em tempo: o termo cachaça só pode ser usado por produtores brasileiros, conforme o Acordo de Marrakesh que criou a Organização Mundial do Comércio.

Filosofia do campo:
"Simplicidade é o mais alto grau de sofisticação". Leonardo Da Vinci (1452-1519), botânico, pintor e escultor toscano

Comentários

Tops da Gazeta