Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sábado, 05 Outubro 2019 10:36

Bolsonarista

Bolsonarista. Em um programa de TV exibido na quarta, o governador João Doria afirmou que não foi oportunista ao se apropriar da campanha "#BolsoDoria" durante as eleições de 2018 para se eleger ao cargo. "Eu não sou bolsonarista. Eu não criei o 'BolsoDoria'. O movimento nasceu no interior, espontaneamente. Mas eu incorporei", admitiu. "E naquela circunstância, na qual enfrentávamos todos os partidos de esquerda juntos, todos faziam campanha contra mim. E, numa campanha, qual era o meu caminho senão estar ao lado daqueles que advogavam com Jair Bolsonaro?".

UBus clandestino. A gestão Bruno Covas chamou de clandestino o UBus, um aplicativo criado para solicitar um serviço de ônibus de alto padrão operado pela Metra, concessionária do corredor intermunicipal ABD. Segundo nota da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, a empresa não tem autorização do município para atuar. Para poder iniciar as operações do serviço, a Metra recebeu autorização da EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos) e da SPTrans, responsável pelo gerenciamento do transporte coletivo da capital paulista. Em nota a UBus informou que é uma empresa de tecnologia, portanto, a Metra é que deve ter autorização para operar o serviço, o que já ocorre.

Minhocão: a Novela. O Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) derrubou uma liminar que suspendia a criação do Parque do Minhocão e a desativação gradativa do elevado Presidente João Goulart, na região central de São Paulo. A lei de criação do parque foi alvo de uma ação direta de inconstitucionalidade movida pela Procuradoria-Geral de Justiça. Em junho, o desembargador Salles Rossi, do TJ-SP, concedeu liminar (decisão provisória) que tornava nula a lei que criou o Parque Minhocão. O parque ainda não existe concretamente, mas a gestão Bruno Covas tem plano de construir uma área verde no local, com abertura do parque no ano que vem.

Perda de mandato. A deputada regional paulista Isa Penna, do Psol, de esquerda, pode perder o mandato para o qual foi eleita no ano passado por ter tentado declamar um poema intitulado "Sou p***, sou mulher", da poetisa Helena Ferreira, durante uma sessão na Alesp, Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo. Os deputados do PSL, de extrema-direita, pelo qual se elegeu o presidente Jair Bolsonaro, interromperam a colega aos gritos, não a deixaram continuar a declamação da poesia, e anunciaram que vão instaurar no Conselho de ética um processo para que Isa perca o mandato parlamentar.

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado