últimas notícias

Após ameaças durante a Copa, técnico deixa seleção da Costa Rica

A família de Óscar Ramírez chegou a receber ameaças pela má campanha da Costa Rica na Copa, mas o treinador disse que não tinha intenção de sair. No entanto, seu contrato venceu e não foi renovado Por Folhapress De São Paulo

Eliminada na fase de grupos da Copa do Mundo na Rússia, a seleção costa-riquenha resolveu trocar de técnico. Óscar Ramírez ainda não tem sucessor definido, mas já sabe que não continua no comando da equipe.

O anúncio foi feito nesta quarta-feira (4) pela FCF (Federação Costarriquenha de Futebol).

A família de Óscar Ramírez chegou a receber ameaças pela má campanha da Costa Rica no Mundial, mas o treinador disse publicamente que não tinha intenção de sair. No entanto, seu contrato venceu e não foi renovado para o ciclo de Qatar-2022.

Na Copa do Mundo, a seleção costarriquenha ficou longe de repetir o feito surpreendente de 2014, quando sobreviveu ao grupo da morte e só caiu nas quartas de final, nos pênaltis, para a Holanda.

Aquela campanha fez crescer a expectativa pela participação neste ano, mas as duas derrotas para Brasil e Sérvia decepcionaram. O time se despediu com um empate por 2 a 2 com a Suíça.

A reconstrução da seleção da Costa Rica começa em um amistoso contra o Japão, em 10 de setembro. Até lá a federação do país pretende já ter anunciado o novo técnico.

"Vamos contratar de acordo com o orçamento. Gostaríamos que fosse alguém com experiência em Copas do Mundo, mas ainda não temos candidatos no momento", despistou o presidente da FCF.

Tops da Gazeta