últimas notícias

Sem futuro na China, Ramires negocia salário para retornar ao Benfica

O Benfica trata Ramires como prioridade para fechar o seu elenco e reconquistar a hegemonia dentro de Portugal Por Folhapress

Fora dos planos do Jiangsu Suning, da China, Ramires quer decidir o seu futuro nesta semana. Os representantes do volante de 31 anos mantêm conversa e devem se reunir nos próximos dias com cartolas do clube no continente europeu para encaminhar a rescisão de seu atual vínculo. Ele tem contrato até o fim de 2019, mas pretende mudar de clube nesta janela de transferências.

Entre os interessados, conforme apurado pelo UOL Esporte, está a sua ex-equipe, o Benfica, que defendeu entre 2009 e 2010.

Pressionado no mercado pelos reforços trazidos e o mal-estar recente com o artilheiro Jonas, o presidente Luís Filipe Vieira sinalizou em contato com o estafe que está disposto a abrir os cofres para trazer o brasileiro de volta à Luz.

A princípio, indicou que aceita chegar a 3 milhões de euros anuais (ao redor de R$ 12,8 milhões), livre de impostos, para contratá-lo. As cifras agradam, mas Ramires teria de abrir mão de parte do salário que recebe na China.

Ele fatura atualmente em torno de 6 milhões de euros (R$ 25,6 milhões) no Jiangsu Suning e tem consciência de que será difícil manter o mesmo patamar em virtude da idade mais elevada e da fase distinta de sua carreira. Existem consultas vindas também da Itália e da Turquia.

O Benfica trata Ramires, que vinha mantendo a forma em Joinville, no interior catarinense, como prioridade para fechar o seu elenco e reconquistar a hegemonia dentro de Portugal.

Na última temporada, o clube sofreu no mercado, viu apostas como Gabigol e Douglas decepcionarem e acabou perdendo o título para o rival Porto.

Pessoas ligadas ao Benfica afirmaram à reportagem terem ouvido que, a partir do momento que se desvincular do Jiangsu Suning, Ramires tem todo interesse em discutir de forma mais concreta o seu retorno para o time. Foi através dos Encarnados que ele se projetou e chegou ao Chelsea em 2010.

Entre as hipóteses colocadas em cima da mesa, está a de empréstimo por dois anos.

Em paralelo com a tratativa, os portugueses também conversam com outros dois nomes: o argentino Enzo Pérez, do River Plate, que disputou a última Copa do Mundo, e o também brasileiro Gabriel Appelt, do Leganés, cujos agentes tentam reduzir a pedida dos espanhóis.

O Jiangsu Suning pagou 28 milhões de euros (R$ 120 milhões) para tirar Ramires do Chelsea em 2016 e ainda analisa o pedido do atleta para deixar a equipe. Ele não foi sequer inscrito para a retomada da Liga Chinesa.

A reportagem tentou falar com seus representantes, mas não obteve retorno.

Tops da Gazeta