últimas notícias

Éverson diz ser fã de Ceni, mas foge de comparação após gol de falta

Foi na base do São Paulo que o goleiro descobriu a vocação alternativa entre 2007 e 2010, época em que Rogério Ceni ainda estava em plena atividade Por Folhapress De São Paulo

Não é todo dia que se vê um goleiro com os números 01 estampados nas costas. Criação de Rogério Ceni, a ideia foi adotada por um fã do ex-goleiro do São Paulo. Estamos falando de Éverson, goleiro do Ceará que fez gol de falta sobre o Corinthians nesta quarta (5), na vitória por 2 a 1.

"Sim, a inspiração é o Ceni. Apesar de ele ser técnico do nosso maior rival [Fortaleza] aqui no estado, eu tenho idolatria por ele. Mas não quero ser ele. Sou Éverson, estou mostrando meu trabalho", disse o goleiro ao SporTV após o jogo.

O lance aconteceu após falta do zagueiro Henrique em Quixadá, na intermediária corintiana. O goleiro foi ao ataque, responsabilizou-se pela cobrança e mandou no ângulo esquerdo de Walter, que não conseguiu alcançar a bola. Vale destacar que a derrota para o Ceará, somada à sequência negativa, fez o Corinthians devolver Osmar Loss à função de auxiliar técnico.

"Finalmente saiu, estava esperando por esse momento. Quando saiu a falta, eu procurei me concentrar bem, tive quase um minuto para chegar na bola. Graças a Deus consegui uma cobrança, vamos dizer, perfeita para dar este placar parcial para minha equipe", celebrou.

Foi na base do próprio São Paulo que o goleiro descobriu a vocação alternativa entre 2007 e 2010, época em que Rogério Ceni ainda estava em plena atividade. O veterano ainda não havia sequer feito o centésimo gol contra o Corinthians, que só sairia em março de 2011.

"A vontade de cobrar falta vem desde a base. Fiz a base no São Paulo, fui formado no São Paulo. E lá o goleiro, além de ser bom goleiro, tinha de ter qualidade com os pés", comentou em entrevista ao UOL Esporte no fim de agosto.

Em 2016, quando o Ceará passou a usar numeração fixa no elenco, Éverson aproveitou a oportunidade de homenagear o maior goleiro artilheiro da história e, de quebra, seguir um pouco de seus passos com a camisa 01.

"A 01 foi inspirada nele. Quando apareceu a numeração fixa, eu queria ter alguma numeração diferente. No momento, achei que seria conveniente usar o 01 por tê-lo como ídolo, como jogador profissional e pela história dele", disse o jogador.

Ainda há mais uma coincidência. Rogério Ceni e Éverson residem em Fortaleza atualmente, já que o ex-goleiro é o atual técnico do time que leva o nome da capital cearense. Mas o atleta ainda espera por uma visita do ídolo ao Ceará.

"A gente conversou no clássico que tivemos aqui, dentro do estadual. Tive o prazer de revê-lo, de conversar com ele. Todos sabem da idolatria que tenho por ele, por ter feito a base no São Paulo, por ter visto o atleta que ele foi, tenho muito respeito e carinho", exaltou.

O gol de Éverson sobre o Corinthians derrubou um jejum que já existia desde 18 de outubro de 2014, quando Rogério Ceni fez contra o Bahia o último gol de falta de um goleiro na Série A do Campeonato Brasileiro.

Curiosamente, o último gol da carreira do ex-goleiro são-paulino saiu em pênalti contra o Ceará em agosto de 2015. A coincidência ajuda a ligar o fã ao ídolo, mas é evidente que Éverson ainda não defendia a equipe cearense (o goleiro era Luís Carlos Dallastela).

Tops da Gazeta