últimas notícias

Chefe da McLaren diz que Alonso pode testar carro da equipe em 2019

Em declarações publicadas neste domingo (16) pelo site oficial da F1, o diretor-executivo da escuderia inglesa, Zak Brown, afirmou que Alonso poderá trabalhar com o time em 2019 Por Folhapress De São Paulo

Fernando Alonso se aposentou da Fórmula 1 ao fim da temporada 2018, mas talvez não fique muito tempo longe da categoria. Pelo menos, no que depender da McLaren.

Em declarações publicadas neste domingo (16) pelo site oficial da F1, o diretor-executivo da escuderia inglesa, Zak Brown, afirmou que Alonso poderá trabalhar com o time em 2019. Além de testar o próximo carro da McLaren, o espanhol tem as portas abertas para trabalhar nos bastidores, auxiliando a dupla de pilotos titulares formada por Carlos Sainz e Lando Norris.

"Fernando é extremamente inteligente, muito experiente, ama Fórmula 1, ama corridas. Se ele não está em uma corrida do Mundial de Endurance ou em uma corrida da Fórmula 1, ele está em uma corrida da Fórmula Indy ou em pistas de kart. Então, acho que vai ser difícil mantê-lo longe das pistas", disse Zak Brown. "Ele gosta desse lado de desenvolvimento. Não é apenas um desses pilotos do tipo 'passem-me o volante e eu vou pilotar'. Ele gosta do todo."

Diante do discurso elogioso, Brown deixou claro que conta com uma ajudinha do bicampeão de Fórmula 1.

"Acho que você vai vê-lo por aqui na McLaren. Ele continua sendo parte da família. Então, acho que sua influência ajuda nossos dois pilotos - ele conhece Carlos muito bem e conheceu Lando muito bem", afirmou o dirigente, admitindo a chance de um teste de seu agora ex-piloto titular.

"Eu não descartaria isso", completou Brown - que, no entanto, afastou a possibilidade de um retorno de Alonso às corridas na Fórmula 1. "Até que possamos colocar um terceiro carro, acho que seria difícil colocá-lo em uma equipe."

INDIANÁPOLIS

Em 2019, Alonso tentará conquistar a Tríplice Coroa do automobilismo. Vencedor do GP de Mônaco de Fórmula 1 (2006 e 2007) e das 24 Horas de Le Mans (2018), ele disputará as 500 Milhas de Indianápolis com uma McLaren movida por motor Chevrolet. Em 2017, ele já correu a prova, mas abandonou.

Por isso, Alonso iniciou entre seus fãs um concurso para definir com qual capacete correrá em Indianápolis. Em sua conta no Twitter, publicou imagens de duas versões da peça: azul e preta.

Tops da Gazeta