Edição de Hoje capa
Edições Anteriores
 
Sexta, 12 Abril 2019 17:43

Treinador do São Paulo respeita decisão do Corinthians de não jogar caso ônibus for apedrejado

O presidente do Corinthians declarou que o seu time não entrará em campo caso o seu ônibus fosse apedrejado na entrada do Morumbi, antes do jogo deste domingo (14)
Cuca também minimizou o fato de Andrés considerar o São Paulo como favorito para a decisão deste domingo (14) Cuca também minimizou o fato de Andrés considerar o São Paulo como favorito para a decisão deste domingo (14) Rubens Chiri/saopaulofc.net
Por Folhapress
De São Paulo

Mesmo sem a bola rolar, o clima para a final do Campeonato Paulista está quente. O presidente do Corinthians, Andrés Sanchez, declarou que o seu time não entrará em campo caso o seu ônibus fosse apedrejado na entrada do Morumbi, antes do jogo deste domingo (14) - que poderia resultar em um WO. O treinador do São Paulo, Cuca, diz respeitar a decisão do mandatário alvinegro.

"É um direito que o Corinthians tem. Ninguém quer ser alvejado, apedrejado. Não queremos isso também. É um direito do Corinthians. Cabe a nós sermos bons anfitriões fora de campo. Que não tenha esse tipo de conduta neste jogo e no próximo. Que não seja como aconteceu na Argentina, antes da final da Copa Libertadores", disse Cuca.

O treinador tricolor também minimizou o fato de Andrés considerar o São Paulo como favorito para a decisão deste domingo. Para o técnico, os dois times estão em pé de igualdade.

"Acho que para esse primeiro jogo, porque temos de dividir a final em duas partes, não tem favorito. Temos a força do nosso torcedor, o Corinthians tem experiência. É bicampeão do Paulsita. Para esse jogo não tem favorito, dependendo do que acontecer pode ter um favorito no segundo jogo", afirmou o treinador.

Confira os principais trechos da entrevista com Cuca:

Corinthians
"O Corinthians tem um time ganhador, quantos títulos o Cássio tem? São muito jogadores maduros. Uma equipe com todo esse peso. A outra equipe é jovem, está buscando um título, dois ou três."

Superstição
"Não tenho uma específica. Vou à missa, peço para Deus nos abençoar. O que a gente pede é para desenvolver o nosso trabalho."

Escalação
"Não tem a definição do time. Não tem muita mudança a fazer. Só se recuperarmos algum jogador, temos 48 horas para o jogo, é muita coisa para o futebol. Igor Gomes está tranquilo, e sendo titular por mérito. Hernanes está fora há um tempo, isso gera competitividade interna. Isso é bom, dá para usar todos conforme for a partida."

Gazeta SP

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Endereço
Rua Tuim – 101 A
Moema - São Paulo - SP - CEP 04514-100.
Fone: (11) 3729-6600

Contatos
Redação - editor@gazetasp.com.br
Comercial - comercial@gazetasp.com.br

Diretor Presidente
Sergio Souza

Diretor Executivo
Daniel Villaça Souza

Diretor Comercial
Roberto Santos

Diretor de Negócios
Paulo Villaça Souza

Jornalista Responsável
Nely Rossany

Editorias
Brasil / Mundo / Estado / Capital / Grande São Paulo / Litoral / Vale do Ribeira / Serviços / Previdência / Variedades / Casa & Decoração / Turismo / Cinema

Colunistas
Pedro Nastri /
Nilson Regalado / Nilto Tatto/ Nilson Regalado/ Marcel Machado