últimas notícias

Platini é detido sob suspeita de esquema de corrupção envolvendo a Copa de 2022

Platini já havia sido ouvido sobre o caso em 2017, ano seguinte ao início de uma apuração preliminar da Procuradoria Nacional de Finanças sobre a escolha do país como sede para 2022 Por Folhapress De São Paulo

O francês Michel Platini, ex-presidente da Uefa, foi detido nesta terça-feira (18), em Paris, para depor em investigação sobre suposto esquema de corrupção na escolha do Qatar como sede da Copa do Mundo de 2022.

Ele já havia sido ouvido sobre o caso, como testemunha, em dezembro de 2017, ano seguinte ao início de uma apuração preliminar da PNF (Procuradoria Nacional de Finanças) sobre a escolha do país no Oriente Médio e também da Rússia para sediar o Mundial de 2018.

Agora, segundo a agência de notícias AFP, o foco do depoimento seria um encontro ocorrido em novembro de 2010, às vésperas da escolha do Qatar, com a participação dele, de Nicolas Sarkozy, então presidente da França, e de Tamim bin Hamad al-Thani, emir qatariano.

Platini está suspenso do futebol pela Fifa desde 2015, após ter ferido o código de ética da Uefa ao aceitar um pagamento indevido de 1,8 milhão de euros (cerca de R$ 7,8 milhões em valores atuais) por uma assessoria a Joseph Blatter. Inicialmente, a punição era de oito anos, mas caiu para quatro após recursos.

Tops da Gazeta