últimas notícias
A apreensão foi realizada em um apartamento na Rua Dino Bueno
A apreensão foi realizada em um apartamento na Rua Dino Bueno
Foto: Divulgação/Polícia Civil

Homem investigado por tráfico diz que dinheiro encontrado em imóvel é de herança

Mandado de busca e apreensão foi cumprido na casa do homem, na Ponta da Praia, por policiais da 1ª Delegacia do Deic regional

Nesta sexta-feira (9), durante um desdobramento de uma investigação, policiais cumpriram mandado de busca e apreensão em Santos, no litoral de São Paulo. Foram apreendidos mais de R$ 70 mil em cédulas, três celulares e anotações contábeis em Santos, no litoral de São Paulo.  

O morador do imóvel, de 30 anos, é investigado por ligação com a organização criminosa que atua no tráfico de cocaína e disse aos policiais que o dinheiro é de uma herança familiar.

Ele ainda diz que guardou uma parte da quantia em casa e deixou o restante no banco devido a problemas que tem com a madrasta, o que poderia resultar na devolução do dinheiro. O abordado negou ligação com o tráfico e outros crimes.

Após o registro da apreensão na 1ª Delegacia da Divisão Especializada de Investigações Criminais (Deic) regional, o homem foi liberado, mas seguirá sendo investigado pela equipe do delegado Luiz Ricardo de Lara Dias Júnior, titular da delegacia, e do investigador-chefe, Paulo Carvalhal.

O apartamento onde ocorreu a apreensão fica na Rua Dino Bueno e foi vistoriado com respaldo de ordem judicial expedida pela 2ª Vara Criminal de Santos.

O homem apontado como sintonia do PCC conhecido como Mortadela, a quem são atribuídos os 32 quilos de cocaína apreendidos na quarta-feira (7), também segue sob investigação.

 

Comentários

Tops da Gazeta